Ecoville – Maior rede de limpeza
Ford Show Rural
Marechal Embargo parcial

Programação de alojamentos e abate no frigorífico da Copagril permanece normal

Copagril completa em 2018 13 anos industrializando carne de frango (Foto: Fernando Ames/Copagril)

A Cooperativa Agroindustrial Copagril, de Marechal Cândido Rondon, divulgou uma nota oficial, assinada pela diretoria, referente à decisão da União Europeia (UE), emitida na semana passada, em proibir a importação de carne de frango de 20 frigoríficos do Brasil.

Conforme a nota, “a cooperativa completa em 2018 13 anos industrializando carne de frango e zela pelo respeito às leis e normas brasileiras e internacionais. Neste período em que atua neste mercado, a Copagril conquistou importantes certificações de qualidade como o British Retail Consortium BRC – Produtos alimentícios e APPCC/HACCP, certificados que atestam a produção de alimentos seguros para as demandas dos mais de 50 países para os quais exporta seus produtos”.

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

A Copagril enaltece que continua habilitada a exportar produtos in natura para a Europa, respeitando as leis e normas europeias. O embargo é parcial e somente para embarques de produtos salgados.

Na nota, a cooperativa destaca ainda que “conta com 100% de seus aviários certificados pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), atestando que os estabelecimentos respeitam as normas de biosseguridade exigidas para produção de frangos de corte”.

Por meio da nota, a diretoria ratifica o compromisso de industrializar e comercializar produtos com excelência para satisfazer as necessidades das pessoas. Também afirma que a programação de alojamentos e abate de frangos no frigorífico da cooperativa permanece normal.

 

Produtos salgados

O embargo anunciado pela UE foi para os embarques de produtos salgados (com 1,2% de sal adicionado), que são obrigados a cumprir critérios de análises para mais de 2,6 mil tipos de Salmonella, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

A entidade encomendou um estudo que embasará o painel que o Brasil poderá apresentar na OMC contra a União Europeia, conforme já anunciado pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi. No painel proposto deverão ser questionados os critérios determinados para os embarques de produtos salgados.

 

Os vinte

Dos 20 frigoríficos que não podem mais exportar carne de frango para a União Europeia, oito estão no Paraná. São três unidades da BRF no Estado (em Toledo, Francisco Beltrão e Carambeí), além de plantas de cooperativas que não haviam sido implicadas na Operação Trapaça, como a Lar (Matelândia), Coopavel (Cascavel), Copagril (Marechal Cândido Rondon) e Copacol (Cafelândia). A empresa Avenorte, de Cianorte, também teve as exportações suspensas pela UE.

 

O Presente

 

TOPO