Fale com a gente

Marechal Regime fechado

Réu julgado por homicídio em Marechal Rondon é condenado a 20 anos de prisão

Juiz negou ao réu o direito de apelar em liberdade

Publicado

em

(Foto: Ana Paula Wilmsen/OP)

O réu julgado na sexta-feira (24) pelo Tribunal Popular do Júri de Marechal Cândido Rondon, Lucas Martins Capa, nascido em 1996 e atualmente com 27 anos, que já cumpre penas que totalizam 84 anos de prisão, na PEC 2 em Piraquara, por roubos, furtos desacato e homicídio ocorridos em Cascavel, foi novamente condenado.

Em 11 de fevereiro de 2022, no interior da cadeia pública local, por motivo fútil, ele matou seu companheiro de cela, Odair Pereira Dias.

Na ocasião, se utilizou de um fio de aquecer água, enlaçou e na sequência constringiu o pescoço da vítima, provocando sua morte por asfixia mecânica mediante estrangulamento, conforme Laudo de Exame de Necropsia.

Além da asfixia, que foi a causa da morte, o denunciado ainda praticou outras agressões corporais contra a vítima, gerando lesões na cabeça e tronco, conforme consta do mesmo laudo do IML.

No entender do Ministério Público, Lucas Martins Capa cometeu o homicídio por motivo fútil, ou seja, porque a vítima havia lhe subtraído uma cueca, conforme consta no boletim da ocorrência.

Na leitura da sentença ao final da sessão, considerando o crime e os antecedentes do réu, o juiz Clairton Mário Spinassi condenou o mesmo a 20 anos, 4 meses e 24 dias de reclusão em regime fechado, negando ao réu o direito de apelar em liberdade.

Com Rádio Difusora

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Copyright © 2017 O Presente