Copagril – Sou agro com orgulho
Marechal Balanço da gestão

Ricardo Leites deixa presidência da Acimacar dia 15

Presidente da Acimacar, Ricardo Leites de Oliveira: “Em momento algum a Acimacar ficou com os braços cruzados. Estávamos de mãos atadas sem poder alterar um decreto do Estado, mas não paramos nenhuma vez” (Foto: Maria Cristina Kunzler/OP)

A Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar) comemora hoje (07) 53 anos de fundação. Nesta mesma data, o atual presidente, arquiteto Ricardo Leites de Oliveira, conduz a última reunião da diretoria. No próximo dia 15 será eleita e empossada a nova diretoria para o período 2021/2022.

Prestes a deixar o cargo, um misto de sentimento é revelado pelo dirigente da entidade. Isto porque ele precisou dirigir a Acimacar durante todo este período pandêmico. “Estou triste por não ter conseguido fazer tudo que a Acimacar tinha planejado em 2020 e início de 2021. Inúmeras atividades estavam sendo programadas para acontecer, como a Feira da Construção Civil, Fórum Empresarial de 2020, que seria algo totalmente diferente, a Expomar, quando Marechal Rondon completou 60 anos e estávamos organizando algo bem diferente para os nossos associados e empresas rondonenses, além de muitos cursos e treinamentos, mas infelizmente isso tudo não aconteceu”, descreve.

Casa do Eletricista – BOBCAT

Por outro lado, Ricardo Leites diz que se sente feliz por ter comandado a Associação Comercial mesmo diante de um período turbulento. “Foi um período em que trabalhamos bastante para que as empresas do nosso município suportassem a carga pesada que foram os fechamentos de alguns setores, principalmente as atividades consideradas não essenciais. Em momento algum a Acimacar ficou parada. Trabalhamos com o Poder Público, tanto na esfera municipal quanto estadual, para que as atividades não fossem paralisadas”, relembra.

O dirigente reforça que não é no comércio, principalmente em atividades não essenciais, onde ocorrem as contaminações por Covid-19, mas foram estes setores os prejudicados. “Eu tenho uma cadeira dentro do COE (Centro de Operações de Emergências) como representante da Associação Comercial. Participei de muitas reuniões com o Poder Executivo e com o próprio prefeito Marcio Rauber e a secretária de Saúde, Marciane Specht, para tentarmos flexibilizar os decretos do Estado que fizeram com que houvesse o fechamento de atividades não essenciais. Neste período trabalhamos muito. Fico grato em ter conseguido trabalhar em prol do nosso associado e de todas as empresas de Marechal Cândido Rondon, pois não representamos apenas os interesses dos associados, mas de todas as empresas do município”, frisa.

 

DESGASTE

Em um momento com ânimos exaltados em decorrência do abre e fecha do comércio, a Acimacar foi alvo de muitas críticas. Conforme Ricardo Leites, é natural que o empresário que é obrigado a fechar a porta do seu negócio critique entidades. “Entendemos isso, mas em momento algum a Acimacar ficou com os braços cruzados. Estávamos de mãos atadas sem poder alterar um decreto do Estado, mas não paramos nenhuma vez. Emitimos ofícios pedindo apoio dos deputados estaduais, apoio ao presidente da Fecomércio PR, que é o vice-governador Darci Piana, ao governador Ratinho Junior, pedimos o apoio dos vereadores de Marechal Cândido Rondon para que pudessem intervir junto aos seus deputados em Curitiba. Queríamos o cancelamento ou a flexibilização do decreto”, discorre.

 

RETOMA MARECHAL

O dirigente comenta que a entidade não deixou de atender as empresas. “Tanto que no período da pandemia, em 2020 e 2021, a Acimacar cresceu em número de associados, porque muitos viram que a Associação Comercial em momento algum fugiu das suas obrigações. Realizamos no ano passado a campanha Retoma Marechal, em que atendemos não apenas os associados, mas todas as empresas de Marechal Rondon que quiseram participar desta campanha, que era para incentivar o comércio local”, rememora.

 

SAÚDE FINANCEIRA

Mesmo em meio à pandemia e com a redução significativa nas receitas, principalmente devido ao cancelamento da Expomar, Fórum Empresarial e demais eventos e treinamentos, a Associação Comercial encerra o ciclo da presidência de Ricardo Leites com a saúde financeira da entidade em dia. “Temos bons parceiros em outras atividades e, desta forma, a Acimacar em momento algum passou por dificuldades financeiras, tanto que em 2020 investimos na campanha Retoma Marechal e estamos querendo organizar outra campanha em 2021 para atender aos associados”, salienta.

 

VOLTA DOS EVENTOS

Questionado se existe alguma perspectiva de retomada dos eventos e treinamentos, o dirigente comenta que a agenda de cursos teria início em março, inclusive com palestra de abertura. “Mas, infelizmente, foi tudo cancelado. Não temos perspectivas nenhuma enquanto não tivermos a liberação do Estado. Já sabemos que a festa do município – Expo Rondon, em julho – dificilmente será realizada. Para o mês de agosto está programado o Fórum Empresarial, mas não temos expectativas ainda se será possível promovê-lo. Para o fim do ano há o Prêmio Marechal. Todos os eventos até o primeiro semestre não acreditamos que vão acontecer, mas as atividades a partir do segundo semestre, se a vacinação ocorrer de forma mais célere, talvez possam ser realizadas com número reduzido de pessoas”, prevê.

 

TRABALHO VOLUNTÁRIO

Além da diretoria da Acimacar, os integrantes do Conselho da Mulher Empresária (CME) e do Conselho do Jovem Empreendedor (Cojem) também desenvolvem trabalhos voluntários. Neste ano o objetivo era inaugurar a galeria de ex-presidentes dos dois conselhos. Trata-se de mais uma atividade que precisou ser adiada. “Nossa pretensão era homenagear estas pessoas que estiveram à frente destes dois conselhos, que trabalham de forma voluntária e que na pandemia não deixaram de exercer suas atividades empresariais e dentro da Acimacar. Os dois conselhos existem há mais de 20 anos e estas pessoas também se dedicam de forma voluntária. Queremos homenageá-las por ajudarem no desenvolvimento do município e da Associação Comercial”, enaltece o líder empresarial.

 

53 ANOS DE ACIMACAR

A história da Associação Comercial se confunde com a história do município. Nestes 53 anos, a entidade esteve à frente da organização de eventos, de movimentos sociais e de bandeiras em prol da região.

“A Acimacar passou por momentos muito importantes na história do município. Marechal Rondon completa em julho 61 anos e a Associação Comercial comemora nesta quarta-feira 53 anos. Sempre batalhamos para o desenvolvimento não só econômico, mas social e cultural. Também trabalhamos pelo desenvolvimento de todo Oeste do Paraná. Das diversas bandeiras que temos, algumas não são nem ligadas somente ao município, mas entendemos que fazem parte do desenvolvimento e da obrigação que a Associação Comercial tem em trazer algo para melhorar o crescimento de toda região Oeste”, declara.

 

BANDEIRAS

Dentre as bandeiras que a Acimacar encampou é possível citar a duplicação da BR-163, execução do Contorno Oeste em Marechal Rondon, construção da sede definitiva do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) e do Complexo de Segurança.

Mesmo com sua saída da presidência, Ricardo Leites expõe que continuará acompanhando o andamento da implantação do Complexo de Segurança e do sistema de videomonitoramento no município, que será testado pelas forças policiais durante 60 dias. “Uma empresa vai oferecer o serviço nestes 60 dias para que a PM (Polícia Militar) possa testar se o sistema funciona ou não. Visitamos Palotina e lá são mais de 500 câmeras de monitoramento. O sistema permite o monitoramento, reconhecimento facial e leitura de placas de veículos. É algo interessante, pois tem permitido em Palotina boa redução no número de furtos e roubos, bem como a elucidação dos crimes. Portanto, mesmo que esteja saindo da presidência da Acimacar vou continuar acompanhando estas ações”, adianta.

 

2.000 ASSOCIADOS

A Acimacar ultrapassou recentemente o número de dois mil associados e permanece como a maior Associação Comercial per capita do Estado. “Chegamos em 2021 a dois mil associados, número que já foi ultrapassado. Vamos apresentar o associado de número 2.000 no aniversário da Acimacar, nesta quarta-feira”, conclui o dirigente.

 

O Presente

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO