Marechal Hoje

Sicredi traz espetáculo teatral a Marechal Rondon

Apresentação mistura a linguagem da comédia com o stand-up por meio da interação dos atores com a plateia (Foto: Divulgação)

A Sicredi Aliança PR/SP traz a Marechal Cândido Rondon, nesta quarta-feira (13), a peça teatral “Qual vai ser?”, que aborda os temas a educação financeira e a escolha profissional na adolescência. A apresentação será a partir das 20 horas, no auditório Ecos da Liberdade. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados nas quatro agências da cooperativa em Marechal Cândido Rondon (Avenida Rio Grande do Sul, Copagril, Dom João VI e Avenida Maripá).

Este é o terceiro ano consecutivo em que o Sicredi e o Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, promovem a peça teatral “Qual vai ser?”. Voltada para os jovens, em especial os que estão concluindo o Ensino Médio, a apresentação mistura a linguagem da comédia com o stand-up por meio da interação dos atores com a plateia. Desde 2015 até 2017, o espetáculo percorreu nove Estados e 175 municípios, sendo assistida por cerca de 53 mil espectadores. Com formato itinerante, este ano a peça percorrerá 80 cidades de diversas regiões do Brasil.

 

A peça

“Qual vai ser?” é produzida pela Liga Produção Cultural, com trilha sonora de Renato Mendonça, texto de Dedé Ribeiro e direção de Daniel Colin. A peça tem duração de 55 minutos e narra a trajetória de Daniel, um adolescente que ao terminar a escola tem que decidir entre assumir o pequeno armazém da família ou ir para a universidade. Mas este não será seu único desafio. Ao mesmo tempo, ele tem que lidar com Tuca, sua irmã viciada em compras, que está endividando a família. O personagem também se encantará pela fascinante Leila.

A produção é voltada para o público adolescente, abordando as dificuldades enfrentadas pelos jovens em relação ao futuro profissional. Além disso, a peça aborda os cuidados necessários com as finanças e a necessidade de um bom planejamento financeiro, que são parte do cotidiano familiar, por meio de temas como as compras impulsivas.

 

Com assessoria

TOPO