Pref. MCR Novembro Azul.
Marechal

Superando a média, Marechal Rondon registra 3ª maior temperatura em 11 anos

Divulgação
Inmet registrou 37,3ºC na segunda-feira (20). Esta é a terceira maior temperatura registrada desde 2006 no município

É difícil a pessoa que não goste, ao menos de vez em quando, de desfrutar do clima quente do verão, porém, quando ele fica intenso começam a surgir reclamações. Em Marechal Cândido Rondon isso não é diferente, visto que os rondonenses estão vivendo uma das semanas mais quentes já registradas no município nesta estação. Somente na última segunda-feira (20) os termômetros marcaram 37,3ºC. E tem mais, se conviver com o intenso calor registrado neste mês não está sendo fácil, a população deve se preparar: nos próximos dias o desconforto diante das altas temperaturas pode piorar.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Desde 15 de fevereiro estão sendo registradas temperaturas acima dos 34ºC no município, fazendo dos últimos dias os mais quentes deste ano. A semana, mesmo começando com um clima mais ameno – 28ºC no dia 13 e 25ºC no dia 14 -, atingiu temperaturas máximas extremamente elevadas. No último dia 16, os termômetros chegaram aos 35,6ºC. Sem dar trégua, o calor aumentou no dia 17: 35,8º. No dia 18 (sábado) o registro foi de 35,1ºC, enquanto que no dia 19 (domingo) a temperatura subiu para 36,6ºC.

No início desta semana, todavia, Marechal Cândido Rondon registrou a terceira maior temperatura desde 2006, conforme informou a chefe da previsão do tempo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), meteorologista Morgana Almeida. Segundo ela, a Estação Meteorológica do Inmet foi instalada no município no ano de 2006, por isso os dados obtidos constam a partir deste período.

Na última segunda-feira os termômetros chegaram aos 37,3ºC. A segunda maior temperatura, conforme dados do Inmet, foi registrada no dia 08 de fevereiro de 2012: 39,2ºC. Já o dia mais quente destes últimos 11 anos foi em 17 de outubro de 2014, quando a temperatura chegou aos 40,1ºC.

Calor intenso

Segundo Ana Beatriz Porto, meteorologista do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), a partir de hoje (24) haverá uma diminuição no calor expressivo, podendo ocorrer pancadas de chuvas isoladas no município, visto que uma frente fria se desloca sobre o oceano e afeta o Estado, trazendo nebulosidade, chuvas e possibilidade de temporais. Alguns núcleos de chuva já vieram se formando desde quarta-feira (22), mas é a partir de hoje que as chuvas devem ser mais volumosas e abrangentes, informa.

Para a região Oeste não está descartada a ocorrência de chuvas fortes, principalmente no fim de semana. As chuvas seguem o padrão do verão, ou seja, pancadas rápidas e isoladas, expõe Ana Beatriz.

Segundo ela, todo o Oeste está registrando altas temperaturas nas últimas semanas, configurando como a região mais quente do Paraná nos últimos dias. Não devemos ter mudanças significativas nas temperaturas até o fim do mês. Este fevereiro deve superar a média histórica, prevê.

 

Pode chover? Pode!

Após dias de recorde de calor, a temperatura deve cair um pouco neste fim de semana, de acordo com a previsão do Simepar. A máxima prevista para amanhã (25) é de 29ºC, podendo ocorrer pancadas de chuvas isoladas no período da tarde. Já no domingo (26) a temperatura máxima ficará na casa dos 30°C, também com previsão de chuva.

A segunda-feira (27) que antecede o feriado de Carnaval deve começar com tudo. Mesmo com possibilidade de pancadas de chuva, a temperatura máxima será de 35ºC.

 

Feriado de Carnaval

Faz calor durante todo o Carnaval na região Sul do País. No Paraná, o Carnaval 2017 será com sol, calor e pancadas de chuva com raios, em geral à tarde e à noite. Santa Catarina tem pancadas de chuva e sol no fim de semana, mas partir de segunda-feira, a chance de chuva também é baixa. Já Rio Grande do Sul passa quase todo o Carnaval 2017 com muito sol. A chance de chover é baixa entre domingo e terça-feira.

Tanto no Paraná como em Santa Catarina pode chover com moderada a forte intensidade.

TOPO