Marechal

Tempo seco contribui para aumento de 45% no número de incêndios

O tempo seco, além de tornar o ar impuro, tem contribuído para o aumento de focos de incêndio em toda a região. Apesar de não ser novidade que as pessoas devem tomar alguns cuidados, principalmente em épocas de estiagem, muitas ignoram as recomendações e praticam as conhecidas queimadas, que, além de configurarem crime ambiental, representam um perigo iminente, uma vez que o fogo se alastra com rapidez.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Marechal Cândido Rondon, enquanto em todo o ano de 2016 foram registrados 68 incêndios, nos nove primeiros meses deste ano, até o dia de ontem (14), este número estava em 98, o que representa um aumento de 45% em se tratando de ocorrências. Estima-se que ao menos 80% delas foram registradas em Marechal Rondon e o restante em municípios próximos.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Em menos de uma semana, entre a última quarta-feira (06) e ontem (14), o Corpo de Bombeiros local foi acionado para combater 12 incêndios na sede e no interior rondonense e um no distrito de Planalto do Oeste, em Nova Santa Rosa. Destas dez ocorrências, somente seis foram registradas no domingo (10), quando foram consumidos ao menos 12 mil litros de água, entre caminhões-pipa e um caminhão da prefeitura, para o rescaldo das chamas.

Ontem foram três ocorrências no município rondonense, uma de menor vulto em Novo Três Passos, outra que consumiu a área de festas e a garagem de uma residência na Linha Belmonte, além de uma terceira de grandes proporções em uma área agricultável e de mata no distrito de Margarida. Esta ocorrência mobilizou caminhões-pipa, um caminhão da prefeitura, além de contar com o apoio de agricultores que se somaram ao trabalho dos bombeiros. O atendimento durou do início ao fim da tarde, exigindo muito trabalho de todos no controle das chamas.

Nas três situações as causas do incêndio ainda são desconhecidas.

 

Oito horas de combate

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros de Marechal Rondon, capitão Tiago Zajac, a maior área atingida com incêndio até agora somou 27 alqueires, localizada no distrito rondonense de Novo Três Passos. “Essa área foi consumida pelo fogo, sendo a maioria dela composta de palhadas de milho. Outros dois alqueires de reserva legal foram queimados em uma das propriedades nesse mesmo distrito”, menciona.

Questionado se há um motivo específico para a ocorrência do incêndio em Novo Três Passos, Zajac comenta que a causa deve ser apontada pela perícia da Polícia Civil. “O incêndio começou no período da manhã e foi extinto à tarde, mas pouco depois uma pessoa teria colocado fogo, o Corpo de Bombeiros foi novamente acionado e no total resultou em cerca de oito horas de combate no domingo. Um grupo de agricultores auxiliou o trabalho gradeando áreas de terra, o que impediu o alastramento das chamas, assim como outros agricultores apoiaram os bombeiros a apagar os incêndios nessa e demais áreas”, enaltece.

 

Alerta

Segundo o comandante, vários focos e incêndios foram combatidos em Planalto do Oeste e em Marechal Rondon no Loteamento Ceval, Margarida e na Linha São Cristóvão. “O incêndio do fim de semana em Margarida queimou quatro alqueires, parte de vegetação e outra parte de reserva legal. Nós ampliamos o efetivo nesse dia além dos regulares e plantonistas, totalizando 15 bombeiros trabalhando no combate aos incêndios no domingo”, comenta.

Zajac enfatiza que o principal alerta é para a conscientização da população no sentido de evitar queimadas, uma vez que com o clima seco o fogo se alastra com muita rapidez. “A queimada é um crime ambiental porque não se pode gerar poluição para outras pessoas. Mesmo o pessoal cuidando com a queimada, é fácil perder o controle, necessitando acionar o Corpo de Bombeiros”, destaca.

Considerando que não há previsão de chuvas para Marechal Rondon e microrregião para os próximos dias, o comandante dos bombeiros diz que a população deve permanecer alerta. Conforme o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), entre hoje (15) e segunda-feira (18) a temperatura deve oscilar de 22ºC a 33ºC, com ventos soprando de intensidade fraca a moderada.

TOPO