Copagril
Marechal Prejuízos na lavoura

Veradores pedem ao prefeito decreto de calamidade pública em razão da estiagem

Requerimento foi aprovado por todos os vereadores presentes à sessão na segunda-feira (04) (Foto: Cristiano Viteck)

Nesta semana, durante a primeira sessão ordinária do ano, o Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon aprovou requerimento que solicita ao prefeito Marcio Rauber que decrete situação de emergência, ou até mesmo de calamidade pública, em decorrência da estiagem registrada em dezembro e início de janeiro. Esta situação climática trouxe grandes perdas na produção de grãos, prejudicando milhares de agricultores rondonenses.

O requerimento, aprovado por todos os vereadores presentes à sessão, é de autoria dos edis Claudio Köhler (Claudinho), Adelar Neumann, Adriano Backes, Adriano Cottica, Arion Nasihgil, Cleiton Freitag (Gordinho do Suco), Josoé Pedralli e Ronaldo Pohl.
“A situação é crítica, pois na maioria dos casos a colheita sequer cobre os custos de plantio, deixando os agricultores em situação extremamente delicada”, afirmam.

No entendimento dos vereadores, o decreto de situação de emergência ou de calamidade pública “se faz necessária não somente pela frustração da colheita, mas pelos efeitos da mesma em toda a economia local”. Se a prefeitura optar por esta medida e o Governo do Estado confirmar a situação de emergência ou de calamidade pública, o município pode ser atendido em diferentes ações, incluindo o recebimento de recursos extraordinários para as atividades de assistência e recuperação, além do reconhecimento oficial de que houve uma situação grave. Isso pode, por exemplo, facilitar a prorrogação de financiamentos agrícolas contratados por produtores rurais.

 

(Assessoria de Imprensa – Cristiano Viteck)

 

TOPO