Fale com a gente

Municípios Saúde

851 pessoas já foram vacinadas contra meningite em Quatro Pontes; há quatro casos confirmados

Publicado

em

(Foto: Divulgação)

Em um esforço conjunto entre a Secretaria de Estado da Saúde (SESA) e a Secretaria de Saúde de Quatro Pontes, pertencente à 20ª Regional de Saúde de Toledo, já foram aplicadas 851 doses da vacina contra a meningite de sábado (08) até quinta-feira (13), além da conferência de carteirinhas de vacinação de centenas de pessoas. A ação emergencial é devido à confirmação de surto de meningite bacteriana (meningo C) no município.

Até o momento, já são quatro casos confirmados da doença, sendo três pessoas (um homem de 64 anos e duas mulheres de 55 e 53 anos) de Quatro Pontes e uma mulher (de 19 anos) de Toledo. Todos os confirmados estiveram em uma festa junina no dia 10 de junho.

Ação

A meta de Quatro Pontes é imunizar 3.100 pessoas. Deste modo, a vacinação com a vacina meningocócica C (Conjugada) seguirá na próxima semana. Ele é de forma seletiva, englobando crianças de até dez anos (com conferência da carteirinha), trabalhadores da saúde e população específica contemplada pelo Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE), e de forma indiscriminada, contemplando a população de 50 a 69 anos. Já a imunização com a vacina meningocócica ACWY também é de forma seletiva, atendendo a população de 11 a 25 anos e população contemplada no CRIE.

Os quatropontenses devem procurar a Sala de Vacinas, no Centro de Saúde, no horário das 08 ao meio-dia e das 13h30 às 19 horas, de segunda a sexta-feira, devendo apresentar a carteira de vacinação, CPF e Cartão SUS. 

Patologias

As patologias que se enquadram na vacinação contra a meningite em pessoas acima dos 12 meses, com meningocócica C conjugada ou ACWY conjugada, são as seguintes: asplenia anatômica ou funcional e doenças relacionadas, deficiência de complemento e frações, terapia com eculizumabe, pessoas com HIV/aids, imunodeficiências congênitas e adquiridas, transplantados de células-tronco hematopoiéticas (TMO), transplantados de órgãos sólidos, fístula liquórica e DVP, implante de cóclea, microbiologistas, trissomias, doenças de depósito, hepatopatia crônica e doença neurológica incapacitante.

Doença

A meningite bacteriana é transmitida por meio das vias respiratórias, por gotículas e secreções do nariz e da garganta. Para evitar a transmissão, a Sesa orienta que os ambientes estejam sempre ventilados com janelas e portas abertas. Ao tossir ou espirrar deve-se cobrir o nariz e a boca com lenço de papel ou com o antebraço, manter as mãos limpas e fazer o uso constante de álcool em gel. Além disso, evitar o compartilhamento de copos e talheres.

Sintomas

Os principais sintomas da doença são dor de cabeça, rigidez da nuca, febre, náuseas, vômitos e pode apresentar manchas na pele.  Em crianças menores de um ano, os sintomas clássicos podem não ser tão evidentes e elas podem apresentar irritabilidade e choro persistente. Essas manifestações podem surgir entre dois a dez dias após o contágio (período de incubação), mas ocorrem principalmente entre três a quatro dias.

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Copyright © 2017 O Presente