Brincando na Praça 2019
Municípios Ecossistema de inovação

Aceleradora da Fiep é apresentada ao Iguassu Valley de Toledo

Foto: Divulgação

O lançamento da Aceleradora Sistema Fiep em Toledo, como funciona, como submeter um projeto para ser acelerado, vantagens e benefícios para o ecossistema de inovação foram os temas da reunião do Iguassu Valley Toledo, na manhã desta sexta-feira (23), no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit).

As informações foram apresentadas pelo coordenador da Aceleradora da Unidade do Senai de Toledo, Alcides Sperotto. O lançamento em Toledo está programado para o dia 4 de setembro, às 9h30. “Temos metodologia bem desenvolvida no Paraná, com uma estrutura há sete anos no Campus da Indústria do Senai, em Curitiba. A ideia é replicar no interior do estado e Toledo foi uma das cidades escolhidas para receber esse ‘braço’ da aceleradora”, ressalta Alcides.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

A proposta é fazer com que os ecossistemas regionais de inovação se desenvolvam cada vez mais por meio das parcerias colaborativas. Segundo Alcides, o negócio do Sistema Fiep hoje está também voltado para o setor Agro, por entender que a cadeia do agronegócio busca novas soluções. “A aceleradora terá uma temática voltada para o Agro, não que seja apenas para soluções para o agronegócio, mas a ideia é que essas startups tenham a quem buscar com expertise bem específicas no setor. Por isso, essa é uma das grandes frentes dessa Aceleradora”, explica o coordenador.

Será aberto edital para que os interessados possam se inscrever e se candidatar a serem uma das empresas aceleradas. “É importante que a empresa esteja preparada para vender o seu negócio. A ideia deverá ser apresentada a uma banca avaliadora, para que seja verificado o grau de maturidade do negócio e, estando de acordo, tendo o produto prototipado, será incubado para ser acelerado dentro da unidade do Senai em Toledo. Com isso, receberá mentorias para alavancar o negócio”, enfatiza Alcides.

 

ECOSSISTEMA DE INOVAÇÃO

Para o coordenador do Iguassu Valley Toledo, Márcio Pinheiro, o encontro foi muito produtivo. “Nossa missão nessas primeiras reuniões após a constituição do grupo é mostrar a importância de um ecossistema de inovação desenvolvido, que tipo de componentes o constitui. Um deles são as aceleradoras, que vão dar tração para ideias de negócios já prototipados e prontos para o mercado. Conseguimos compartilhar com o grupo a importância desse trabalho que será realizado pela aceleradora do Sistema Fiep”, ressalta.

A agenda do próximo encontro, na sexta-feira (30), prevê a apresentação sobre a Câmara Técnica do Sistema Regional de Inovação (SRI), integrada ao Programa Oeste em Desenvolvimento (POD), com a presença do consultor Alan Debus, do Sebrae. “Vamos tratar sobre a plataforma do SRI, criada com objetivo de agregar todas as demandas das grandes empresas do oeste do Paraná, para que organizações ou profissionais possam desenvolver soluções neste sentido”, comenta o coordenador.

As reuniões do Iguassu Valley Toledo acontecem todas as sextas-feiras, das 8h às 9h, na Acit. “O foco é a inserção de novas tecnologias em diferentes áreas. Passamos a ser um grupo multidisciplinar e aberto, que não exige que os participantes sejam associados da Acit. Tivemos o aval e o apoio da entidade para a constituição desse movimento, que certamente trará bons frutos aos associados e empresários a médio e longo prazos”, conclui Márcio.

 

Com assessoria 

TOPO