Municípios Vídeo conferência

Acit realiza primeira reunião virtual da nova diretoria

(Foto: Divulgação)

Por conta das medidas de prevenção à disseminação do novo coronavírus, que preconiza o afastamento social, a Associação Comercial e Empresarial de Toledo (Acit) inovou e realizou a primeira reunião online com integrantes da diretoria e conselhos, na manhã de quarta-feira (08).

Desde a assembleia que elegeu por aclamação a nova composição da gestão 2020-2021, foram suspensas as reuniões com maior número de pessoas. O presidente da entidade, Claudenir Machado, conduziu a vídeo conferência, com o objetivo de aproximar os novos diretores e conselheiros. “É uma experiência inovadora para a diretoria da Acit, porém, uma exigência do momento e que faz acelerar os processos do uso de ferramentas tecnológicas na entidade”, ressalta.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Foram relatadas as ações desenvolvidas nas últimas semanas, desde o início das discussões sobre a suspensão das atividades do comércio, junto à administração municipal e o Centro de Operações de Emergências (COE), bem como as tratativas com as entidades representativas das empresas, cooperativas de crédito, entre outras, no sentido de articular as medidas de apoio às empresas.

A Acit constituiu um comitê de crise interno, que depois foi ampliado com a inclusão do Sindicato do Comércio Varejista (SINVAR), o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Toledo (COMDET), o Sindicato dos Contadores e Técnicos em Contabilidade de Toledo (SINCOESTE) e o SESCAP-PR.

“É um momento histórico, nunca vivemos algo parecido na sociedade moderna e não existe um manual de instrução de como proceder. Somos favoráveis ao diálogo, temos trabalhado fortemente neste sentido, para que possamos construir soluções de consenso, sempre prezando em primeiro lugar pelas vidas humanas, mas também temos que pensar na sobrevivência dos negócios, obedecendo todos os protocolos sanitários”, frisa Claudenir.

Durante a reunião virtual também se pronunciou o diretor de Produtos e Serviços, Cristiano Dall’Oglio da Rocha, membro indicado no Centro de Operações de Emergências (COE). “As pautas foram amplamente discutidas e bem construídas para que fosse possível possibilitar o retorno das atividades do comércio, estando vinculado ao cumprimento das normas do decreto municipal”, enfatiza.

Segundo Rocha, é fundamental que as empresas cumpram as orientações sanitárias, caso contrário, o setor empresarial poderá se penalizado com novo fechamento.

Também pontuaram temas de suas áreas, a vice-presidente Anaide Holzbach de Araújo, o secretário Mario Lopes Neto, a diretora de Comércio, Francielle Rezzadori de Souza, o assessor jurídico Ruy Fonsatti Junior e o conselheiro Rogério Oliveira.

 

Com assessoria

 

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO