Municípios Repatriada

Após isolamento por causa do coronavírus, modelo desembarca em Foz do Iguaçu

(Foto: Reprodução/RPC TV)

Após três meses vivendo na China e 14 dias em quarentena em Anápolis (GO), por causa do coronavírus, a modelo paranaense de 18 anos chegou a Foz de Iguaçu na segunda-feira (24).

“Não vejo a hora de chegar em casa”, desabafou a modelo que mora com a família em Doutor Raul Penha, no Paraguai, a 130 quilômetros de Foz do Iguaçu.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

A jovem tem dupla cidadania – é filha de pais brasileiros e nasceu no Paraguai. Ela fez parte do grupo de brasileiros que foi repatriado da China por causa da disseminação do novo coronavírus em Wuhan. Todos ficaram isolados na Base Aérea de Anápolis e começaram a viagem de volta para casa no domingo (23). Lá tinham acompanhamento médico.

Além da moça, outras quatro pessoas desembarcaram no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Depois, a modelo pegou um ônibus de Curitiba para Foz do Iguaçu.

 

ANGÚSTIA

A modelo foi para a China a trabalho. Ela contou que quando chegou a Wuhan, a cidade era animada e linda, porém, quando começou a propagação do novo coronavírus, tudo mudou. “Nas últimas semanas, com a notícia do coronavírus, a situação se tornou preocupante. Nos últimos dias, parecia uma cidade fantasma”, disse a jovem.

Ela ficou isolada em casa. Ela lembra que tinha mais trabalho, as ruas estavam desertas e não havia permissão do governo chinês para se locomover.

Longe da filha, esses dias foram angustiantes para a mãe. “Muito medo… Só torcia para ela não pegar. Pedia para ela se proteger e não sair muito na rua que era mais perigoso. Ela fez tudo certinho. Estou muito orgulhosa dela porque soube se virar na vida”, disse.

 

Com RPC TV

 

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO