Ford Ranger 2021 + Territory
Copagril – Compras no Site
Municípios Dia da árvore

Artistas do Oeste do Paraná recebem premiação do primeiro Concurso Regional de Memes Ambientais

(Foto: Sara Cheida/Itaipu)
  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

  • (Foto: Sara Cheida/Itaipu)

“Dando uma Conferidinha”. “Tristeza do Cão”. “Lobo sem Floresta”. Estes são os três memes premiados nesta segunda-feira (21), Dia da Árvore, no 1º Concurso Regional de Memes Ambientais, promovido pela Itaipu Binacional e o Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros ao Lago de Itaipu, por intermédio do Convênio Linha Ecológica: Educação para Sustentabilidade e Desenvolvimento Cultural do Território.

A ação em comemoração ao Dia da Árvore, integrada com os 55 municípios atendidos pelo convênio, recebeu 67 trabalhos. Até o fechamento da votação, validada por curtidas em cada uma das imagens no Facebook do Conselho do Lindeiros até às 23h e 59min do dia 15 de setembro, foram alcançadas 84.895 pessoas, segundo dados da plataforma online. Total de 5 mil 288 curtidas nos trabalhos.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

Conforme o gestor e coordenador do convênio, Mauri Schneider, foi muito gratificante receber os vencedores. “Foi uma iniciativa em que precisamos nos reinventar. Uma avaliação muito positiva pela mobilização regional e pelo resultado positivo”, destaca.

A gerente da Divisão de Educação Ambiental da Itaipu Binacional, Leila Alberton, enfatiza que o concurso atingiu, exatamente, o que se almejava. “Chega a quase 85 mil pessoas provocou reflexão e atingiu os objetivos”, ressalta. “Para nós, além dos três premiados, todos os 67 memes são vencedores”, conclui.

 

VENCEDORES

O 1º lugar, Laiz Barcella Rocatelli, de Matelândia, ganhou uma bicicleta de aproximadamente R$2,5 mil, com o meme ‘Lobo sem Floresta’, que recebeu 1.133 curtidas.

Emanuely Lais Rozin, de Missal, com o meme ‘Tristeza do Cão’, recebeu 1.080 curtidas e ganhou uma bicicleta de aproximadamente R$2 mil. O 3º lugar foi para Jenifer Lagemann, de Toledo, com o meme ‘Dando uma Conferidinha’. O trabalho recebeu 732 curtidas e foi premiado com uma bicicleta de R$1,5 mil.

 

PRESERVAÇÃO DA MATA NATIVA

Jenifer Iakovacz Lagemann, com Transtorno do Espectro Autista (TEA), fez uma foto de uma cachorrinha de propriedade da irmã, que está observando pela janela para “conferir se os seres humanos estão cuidando e preservando nossas matas nativas”, moradia para vários animais, e fonte de biodiversidade. A mãe da autora, Tânia Lagemann, destaca a interação. “A gente dialoga muito com a Jenifer e a frase surgiu em conjunto e aprovada por ela”, destaca. “Conferindo se você está cuidando da mata nativa”, complementa Jenifer para ajudar a lembrar a mensagem do meme.

 

MATA ATLÂNTICA

Estudante de Tecnologia em Gestão Ambiental, Emanuely Lais Rozin, se autoconsidera introvertida, e, por este fato comemora a conquista que a desafiou a uma maior interação pelos meios digitais em busca de curtidas. “Logo que eu soube do concurso eu já tinha ideia de falar da mata atlântica. É o bioma onde a gente vive e o mais desgastado do nosso país”, ressalta. Rica em diversidade de espécies sofre com o desmatamento ainda nos dias de hoje. Embora o Parque Nacional do Iguaçu, uma de nossas maiores riquezas, desempenhe com destreza sua função de preservação, muito já foi perdido. Com isso, torna-se essencial destacar a importância desse bioma e conscientizar a população a respeito do risco que a floresta e toda a biodiversidade que nela vivem estão correndo, segundo a própria autora.

 

DESMATAMENTO

Em primeiro lugar, a professora de Artes, e pedagoga, Laiz Raquel Barcella Rocatelli, se diz apaixonada por artes visuais, e produziu o meme “Lobo sem Floresta”, uma crítica ao desmatamento. A produção faz alusão ao conto da chapeuzinho vermelho, onde a menina pega o caminho da floresta para chegar a casa da avó, por ser o caminho mais curto, mas que em contrapartida, é a casa do lobo mau. O meme é como se fosse uma continuação do conto, onde o lenhador teria destruído a floresta para proteger a menina, deixando o lobo sem ter onde morar. É ao mesmo tempo uma crítica ao pensamento de que o desmatamento é algo necessário ao progresso ignorando-se as consequências que isso pode trazer a fauna, a flora e a biodiversidade de modo geral.

 

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO