Ford Ranger 2021 + Territory
Copagril – Compras no Site
Municípios Prevenção ao contágio

Cuidados contra a Covid-19 devem ser reforçados em dias de frio intenso

(Foto: Fabio Ulsenheimer)

O Instituto Meteorológico do Paraná (Simepar) prevê para as próximas horas a chegada de uma massa de ar polar que derrubará as temperaturas para próximo de 0ºC durante o fim de semana. Além de retirar os casacos do fundo do guarda-roupa, o frio intenso vai exigir cuidados extras neste inverno.

Em razão da pandemia de Covid-19, alguns hábitos muito comuns nesta época do ano devem ser evitados ao máximo. Neste cenário, o governo municipal orienta cidadãos e empresas para manter os imóveis bem arejados e evitar a aglomeração de várias pessoas no mesmo ambiente.

Casa do Eletricista – NÃO PAGUE AR

O médico Fernando Pedrotti explica que o frio é um fator de alto risco da disseminação de síndromes respiratórias, desde simples resfriados a quadros mais graves de Covid-19. “Pelo que a gente sabe, o problema em si não é o frio, mas sim nosso comportamento diante dele, pois a tendência é fechar portas e janelas para deixar os ambientes mais aquecidos. Ao fazer isso, diminuímos a ventilação e aumentamos o perigo às pessoas que estão ou que venham a estar ali”, observa. “Claro que, neste caso, é importante as pessoas estarem bem agasalhadas. Portanto, pode exagerar na ventilação e também nos casacos. Nem pensar deixar a casa ou a empresa fechada só porque as roupas que estão sendo usadas não aquecem o suficiente”, adverte.

Pedrotti, que também é porta-voz do Centro de Operações Emergenciais (COE), pontua que os cuidados devem ser redobrados em dias mais frios. “Permanecem as orientação também de evitar aglomerações, da lavagem cuidadosa das mãos com água e sabão ou álcool em gel várias vezes ao dia, as quais não podem tocar no pano da máscara, nos olhos, no nariz ou na boca. Se isso acontecer acidentalmente, deve-se lavar as mãos imediatamente. Estas são questões extremamente importantes, que fazem toda a diferença na prevenção à Covid-19”, destaca.

Outras dicas que estão sendo dadas desde o começo da pandemia continuam valendo: só sair de casa se realmente for necessário e usando máscara do jeito correto, cobrindo totalmente nariz e boca; bloquear com o braço ou um lenço as gotículas de tosse ou espirro e evitar situações que formam aglomerações. “Para superarmos a pandemia, a participação de cada cidadão, de cada empresa é fundamental para que este período de dificuldades não se alongue ainda mais”, salienta.

 

TELECORONA

A fim de proporcionar um atendimento mais assertivo e seguro a pessoas com sintomas de síndrome gripal (tosse, febre, dor de garganta, falta de ar, entre outros sintomas), os quais são praticamente os mesmos da Covid-19, Toledo mantém o TeleCorona. Ao ligar para (45) 3055-8872, o paciente é atendido por um médico que avalia a necessidade ou não de se buscar suporte médico – e, caso precise, onde fazê-lo.

Em casos de sintomas leves, o cidadão é encaminhado para uma das três unidades básicas de saúde (UBS) que estão atendendo pacientes com síndrome gripal. Nos bairros Santa Clara e Cosmos, o funcionamento é de segunda a sexta, das 7h às 19; neste mesmo horário, as portas da unidade do Panorama ficam abertas de segunda a segunda.

Pacientes com quadros moderados estão sendo orientados a procurarem o Pronto Atendimento Municipal (PAM) Doutor Jorge Milton Nunes, na Grande Pioneiro. Caso a situação se agrave ainda mais, o paciente é encaminhado para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) dos hospitais que integram a Macrorregional Oeste, rede da qual o Hospital Bom Jesus faz parte.

 

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO