Copagril
Municípios Campanha intensificada

Dia D do Outubro Rosa movimenta Nova Santa Rosa hoje

Vice-prefeito e secretário de Saúde, Noedi Hardt: "O Outubro Rosa é uma campanha tradicional em nosso município. Neste período nós intensificamos as ações de prevenção e conscientização, procuramos falar para as mulheres sobre a importância da prevenção ao câncer de mama e do colo de útero" (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Saúde de Nova Santa Rosa realiza desde o início da manhã até as 17 horas desde sábado (06), uma série de atividades alusivas ao Dia D do Outubro Rosa. A programação acontece no Centro de Saúde Lídia Boll.

Na oportunidade haverá coleta de preventivos, encaminhamentos para mamografia, realização de testes rápidos, como HIV, Sífilis e Hepatite B e C. Também será feita a verificação da pressão arterial, glicemia e cálculo do Índice de Massa Corporal – IMC. Além dos testes e exames as mulheres receberão a carteirinha da saúde da mulher e serão instruídas com materiais informativos sobre a importância do cuidado com a saúde. É necessário apresentar o Cartão SUS e o RG.

Casa do Eletricista SORTEIO DE VERÃO

Segundo o vice-prefeito e secretário de Saúde, Noedi Hardt, o Outubro Rosa é uma campanha tradicional e fundamental para os municípios. “O Outubro Rosa é uma campanha tradicional em nosso município. Neste período nós intensificamos as ações de prevenção e conscientização, procuramos falar para as mulheres sobre a importância da prevenção ao câncer de mama e do colo de útero. O fundamental em todas as ações é dar visibilidade, expor os riscos e as medidas de prevenção a esses dois tipos de câncer, que são os que mais afetam as mulheres. Nós ofertamos exames e pedimos para que as mulheres façam eles regularmente. Essa prevenção não deve ocorrer somente no mês de outubro, mas durante o ano todo”, diz.

CAMPANHA

De acordo com os dados recentes do Instituto Nacional de Câncer (INCA), a partir de 2018, estima-se que cerca de 59,7 mil novos casos de câncer de mama sejam diagnosticados no Brasil por ano. O número indica que a cada 100 mil mulheres, cerca de 56 desenvolvem a condição.

Os dados alarmantes posicionam a neoplasia como a segunda que mais acomete mulheres em todo o mundo. Diante da realidade, a melhor medida continua sendo a prevenção.

É isso que impulsiona o Outubro Rosa, um mês dedicado à disseminação de informações sobre os direitos e a importância de olhar com atenção para a saúde da mulher. Mais do que levantar dados, a campanha visa garantir às mulheres atendimento, assistência médica e suporte emocional, garantindo prevenção, diagnóstico e tratamento de qualidade.

 

Com assessoria

TOPO