Brincando na Praça 2019
Municípios Quedas de energia

Diretor-presidente da Copel Distribuição participa de reunião nesta quinta-feira em Santa Helena

Diretor-presidente da Copel Distribuição, Maximiliano Andres Orfali, deve anunciar no encontro em Santa Helena quais melhorias serão feitas para evitar quedas de energia recorrentes (Foto: Divulgação)

Considerando as frequentes quedas de energia que estão causando prejuízos a agricultores e empresários da região Oeste, lideranças dos municípios de Santa Helena, Missal, Entre Rios do Oeste e Pato Bragado se uniram para reivindicar investimentos e melhorias no fornecimento de energia por parte da Companhia Paranaense de Energia (Copel).

Casos de mortes de suínos, frangos e peixes em decorrência da falta de energia foram registrados nestes municípios, o que motivou membros do Executivo e do Legislativo a tomar providências.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Em Curitiba recentemente, autoridades políticas desses municípios se reuniram com os assistentes da Presidência da Copel, Rodrigo Priss e Ubirajara Blum, para tratar sobre a vinda do presidente da empresa à região, em um encontro com produtores rurais, empresários e líderes dos municípios envolvidos.

A reunião está agendada para esta quinta-feira (12), às 14 horas, na Câmara de Vereadores de Santa Helena, com a presença do diretor-presidente da Copel Distribuição, Maximiliano Andres Orfali, diretores e gerentes das agências da Copel.

“Nós somos representantes do povo e deixamos nossos questionamentos e posições sobre problemas na energia elétrica. Após essa reunião, com certeza teremos respostas positivas”, frisa o prefeito de Entre Rios do Oeste, Jones Heiden.

 

IDENTIFICAÇÃO DOS PROBLEMAS

Prefeitos e vereadores dos quatro municípios da microrregião convidaram produtores e empresários que identificaram problemas no fornecimento de energia ou tiveram prejuízos por falta dela para participar da reunião e assim, juntamente com a Copel, estabelecer um plano de trabalho que visa solucionar ou então amenizar as frequentes quedas que estão “tirando o sono” de quem depende da energia para trabalhar.

 

Com assessoria

TOPO