Municípios Missal

Emocionado, Eduardo Staudt assume como prefeito e diz que não vai mudar equipe; confira o discurso 

Fotos: Divulgação

Eduardo Staudt, até então vice-prefeito de Missal, assumiu ontem (22) o posto de prefeito em função do falecimento de Hilário Jacó Willers (Maneco), que ocupava o cargo. A posse ocorreu na Câmara de Vereadores e contou com a presença de lideranças locais e regionais e membros da comunidade, bem como o deputado estadual Elio Rusch e o representante do deputado federal José Carlos Schiavinato, ex-prefeito Jucerlei Sotoriva.

A cerimônia foi marcada pela emoção. Os pronunciamentos fizeram menção ao legado deixado por Maneco.

Casa do Eletricista – RETOMA

Eduardo, muito emocionado, disse ser este um momento jamais esperado por ele e pelos missalenses. “Mas cabe a mim substituir o nosso sempre prefeito Maneco”, enalteceu.

 

Confira o discurso de Eduardo Staudt por ocasião da cerimônia de posse:

Está sendo uma manhã e um dia difícil para todos nós do município de Missal. Agora, é um novo propósito, um novo compromisso que vamos ter juntamente com a população, com os vereadores, com toda a equipe, servidores municipais, em dar continuidade ao desenvolvimento que Missal está vivendo nesses últimos anos e também aos projetos que já estavam sendo executados pelo então prefeito Maneco.

Posso falar e dar alguns dos testemunhos que o Maneco era uma grande liderança que ajudava a desenvolver não só o município de Missal, mas o Paraná, o Oeste e alguns lugares que nem estão dentro do nosso Estado. Exemplo disso posso citar, no ano passado, no mês de junho, quando ele ficou vários dias em Brasília e foi várias vezes para lá para tratar da questão do aumento do teto dos royalties, iniciativa que beneficiou 7.039 municípios e apenas 40 prefeitos estavam lá conversando com os deputados, conversando e querendo uma audiência com o presidente da República, conversando com ministros. Maneco estava lá, desde cedinho até o último horário da noite, como ele fazia aqui em Missal. Ele estava em Brasília lutando pelo desenvolvimento e pelo direito de nossos municípios nesses recursos e dos outros municípios do Brasil todo. Então, esse é um pequeno testemunho que eu deixo aqui para aqueles que ainda não sabem ou não tiveram conhecimento do que o Maneco representou para o município de Missal e do que ele representa para todo o Oeste do Paraná e para o Estado.

Quero, mais uma vez, me dirigir a todos missalenses, servidores, a nossa equipe, aos vereadores, enfim, a todos que diariamente estão buscando o desenvolvimento do Missal para pedir que juntos, com muita calma e sabedoria, possamos continuar esse belo trabalho. Que todos nós esqueçamos, nesse momento, cores e bandeiras partidárias, religiões, raças, cor, enfim, todo mundo junto. É uma união muito grande, como fala nosso lema ‘O trabalho com fé e a união de todos, nós vamos chegar no objetivo que Missal merece’.

Nós vamos manter a mesma equipe de trabalho, até porque estão a par de tudo que estava acontecendo. A gente confia, são pessoas de extrema competência e pedimos a compreensão e a colaboração de todos e que também entendam que a gente tem um respeito muito grande pela família do Maneco. Respeitando essa posição dele, a gente vai manter os projetos e também a equipe, em respeito à pessoa que o Maneco foi e à sua família.

Respeitamos a decisão da família, que acompanhou, e as pessoas internamente que acompanharam, detalhe por detalhe, o que o Maneco planejava, do que ele desejava para o município, e principalmente agora, para esses dias das festividades dos 56 anos. Era um sonho e um desejo muito grande do Maneco realizar tanto o bolo para a população saborear e homenagear o município, como o show com a dupla Zezé di Camargo e Luciano. Então, acatando a vontade da família e a vontade que o Maneco tinha, essas festividades (do aniversário de fundação do município, comemorado em 25 de julho) estão mantidas, mas com uma conotação diferente. Vamos homenagear e celebrar a pessoa do prefeito Maneco.  

À família, só tenho a dizer obrigado, gratidão por tudo, pela confiança na minha pessoa, pela oportunidade de eu estar ao lado do Maneco nas horas boas e também nas horas ruins, infelizmente como esta. Também agradeço a população pelas palavras de confiança de que a gente deve continuar essa missão. O que podemos tirar de lição deste momento é que a gente deve sim, sempre, se preocupar com o próximo, como foi o prefeito Maneco, para poder deixar um legado. Infelizmente, uma hora dessas a gente vai partir, mas que no momento da nossa partida a gente esteja preparado e que fiquem os frutos para as futuras gerações, que possam ser colhidos, como foi o caso do prefeito Maneco. E, mais do que nunca, ‘Missal: trabalho com fé e união!’.

O Presente 

TOPO