Ecoville – Maior rede de limpeza
Municípios Duplicação

Mais nove quilômetros da BR-163 entre Rondon e Toledo serão liberados ao tráfego até maio

Conforme superintendente do Dnit no Paraná, todo trecho receberá sinalização adequada antes da liberação (Foto: Sandro Mesquita/OP)
  • (Foto: Sandro Mesquita/OP)

  • (Foto: Sandro Mesquita/OP)

  • (Foto: Sandro Mesquita/OP)

  • (Foto: Pedro França/Agência Senado)

Uma boa notícia para quem utiliza a BR-163 entre Marechal Cândido Rondon e Toledo. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) estima que até final de maio devem ser liberados para o tráfego mais nove quilômetros já duplicados. A informação foi repassada pelo superintendente do Dnit no Paraná, José da Silva Tiago, em entrevista exclusiva ao Jornal O Presente.

Recentemente, já foram liberados 19 quilômetros, entre os KM 238 e 257. Com isso, ainda faltarão em torno de dez quilômetros para concluir todo o trecho que liga os dois municípios.

Casa do eletricista PRESSURIZADORES

Conforme Tiago, a programação do cronograma de execução já foi solicitada à empresa responsável pela obra e ao escritório regional do Dnit para que seja encaminhada à Superintendência. “A intenção é liberar mais nove quilômetros até final de maio e estarão devidamente sinalizados. A atual pista também sofrerá modificação na sinalização para liberar o tráfego, tendo em vista que hoje é de mão dupla. A pista nova e a antiga estarão com a sinalização adequada para receber o tráfego no sentido que será liberado”, informa.

Questionado se após a liberação do novo trecho duplicado devem ser feitas melhorias na atual pista simples, a qual apresenta ondulações e buracos, o dirigente diz que sim. “Os trechos onde há necessidade de fazer melhorias, elas serão feitas. Existe a possibilidade de se trabalhar em uma possível restauração da pista existente. Existe até essa possibilidade, mas depende muito de recursos”, adianta.

 

(Foto: Sandro Mesquita/OP)

 

RECURSOS FINANCEIROS

Tiago declara que o avanço financeiro da obra está em torno de 53% e a previsão do Dnit é que toda conclusão ocorra até o fim de 2021. Com isso, quando ocorrer a concessão do trecho para a iniciativa privada, conforme intenção já anunciada pelo governo federal, as obras devem estar finalizadas. “Vai depender de recursos do Orçamento da União, mas essa é a nossa perspectiva”, expõe. “Acredito que o governo está empenhado no sentido de concluir a duplicação em 2021 e, no orçamento de 2021, possa haver recursos disponíveis para tal”, frisa.

Segundo o superintendente, para o término da obra ainda faltam em torno de R$ 200 milhões. No Orçamento deste ano foram destinados cerca de R$ 90 milhões. Logo, em 2021 faltarão aproximadamente R$ 110 milhões.

 

MARECHAL A GUAÍRA

Em relação ao trecho da BR-163 entre Marechal Rondon e Guaíra, que não possui ainda projeto para duplicação, Tiago diz que não há neste momento, no Dnit, previsão para a obra, que é mais um anseio da comunidade regional. “Isso deve ficar para depois da concessão”, comenta.

 

Superintendente do Dnit no Paraná, José da Silva Tiago: “Foram destinados recursos para este ano de praticamente R$ 90 milhões” (Foto: Pedro França/Agência Senado)

 

(Foto: Sandro Mesquita/OP)

 

O Presente

 

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO