Municípios Covid-19

Pandemia faz diminuir procura por serviços do Mini Hospital e da UPA de Toledo

(Foto: Divulgação)

O isolamento social aconselhado pelas autoridades de saúde nesses tempos de pandemia de Covid-19 tem surtido efeito na rotina do Pronto Atendimento Municipal (PAM) Dr. Jorge Milton Nunes (mini hospital), da Grande Pioneiro, e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na Vila Becker. Em relação a março, quando as medidas de enfrentamento ao novo coronavírus foram iniciadas, houve uma redução superior a 50% na média diária de consultas realizadas por estes espaços.

Em março, essa média foi de 208 atendimentos ambulatoriais na UPA e de 190 no PAM. Nos 21 primeiros de maio foi registrada uma redução de 52,88% (98 consultas) e 50% (95), respectivamente. “Embora as regras de isolamento social estejam mais flexíveis, a população compreendeu que só deve procurar as unidades de saúde se realmente for preciso e só após entrar em contato com a Central do Coronavírus. Assim, a demanda por atendimento diminuiu significativamente nestas unidades”, avalia o diretor de Atenção à Rede de Urgência e Emergência da Secretaria Municipal de Saúde, Douglas Silvestre Cabral.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

O fator Covid-19 fica mais perceptível no que diz respeito à procura pelos serviços do Mini Hospital e da UPA ao se comparar os números do ano passado, quando não existia uma pandemia no horizonte. Em abril de 2019, as duas unidades realizaram 250 (UPA) e 149 (PAM) consultas por dia, número 127,27% e 30,70% maior que o registrado em abril deste ano (110 e 114, respectivamente). “Mesmo menor, este volume de abril teve forte influência da expansão de casos suspeitos e confirmados em Toledo pressionou um pouco mais esta demanda, sobretudo na UPA, que também atende crianças, coisa que o Mini Hospital não faz, bem como pacientes de Ouro Verde do Oeste, São Pedro do Iguaçu, Diamante do Oeste e São José das Palmeiras”, observa o diretor.

 

Comparações

Comparando o número de consultas dos quatro primeiros meses de 2019 e 2020, chega-se a uma situação curiosa: enquanto houve um aumento de 13,57% na média diária de atendimentos do PAM (de 140 para 159 consultas por dia), enquanto que a quantidade de procedimentos na UPA registrou queda de 21,98%. No geral, levando em conta este mesmo período, o somatório do número de consultas nas duas unidades de saúde de média complexidade teve uma queda de 5,8% (de 362 para 341 a cada 24 horas).

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

 

TOPO