Ecoville – Maior rede de limpeza
Municípios Mais cor

Pediatria do HUOP ganha caminho lúdico para os pacientes

O caminho adesivado traz um conceito lúdico-didático-pedagógico (Foto: Amanda Alves)

O caminho adesivado traz um conceito lúdico-didático-pedagógico. A brinquedoteca do HUOP busca trabalhar as metodologias ativas e integradas. “A intenção é somar. Vem de encontro com toda uma proposta de tornar o ambiente hospitalar pra criança menos estressante, impactante e doloroso. Trazer mais harmonia com a casa, porque em casa eles têm os seus brinquedos e aqui não tem como trazer”, explica Dalas Miglioranza, assistente social do HUOP.

A coordenadora de Enfermagem da pediatria, Maria Ivonete Wessler comenta que não se podemos esquecer a importância do brincar. “Se para um adulto é difícil ficar internado, para uma criança mais ainda. Essas iniciativas trazem a sociabilidade entre as crianças. O adesivo traz outros estímulos além do visual bonitinho: incentiva a correr, pular, agachar, pôr as mãos na parede, é bem pedagógico. Sem contar que até os acompanhantes e funcionários da ala se beneficiam, o ambiente fica muito mais agradável”, reforça.

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

O paciente Gustavo Pereira de Paula, tem 13 anos, e está internado no HUOP há 05 dias. Ele conta que “é bom porque a gente se sente mais alegre, é melhor do que aquele espaço em branco, sabe? Fica menos chato, porque as vezes no quarto tem outras crianças chorando e tristes e daí aqui a gente pode brincar também”.

Esse projeto foi iniciado no ano passado, a intenção era que fosse entregue no dia das crianças. Porém, não foi possível naquela ocasião. Após alguns trâmites e o apoio da SETI/UGF (Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior/Unidade Gestora do Fundo Paraná), a proposta pôde ser executada.

“Fizemos isso pensando no bem-estar do paciente. Há algum tempo já estamos fazendo trabalhos na ala pediátrica, como por exemplo a sala de recreação. Buscamos trazer um ambiente mais saudável e agradável pras crianças, vimos essa ideia dos adesivos na internet, e aí todo mundo se uniu pra fazer aqui no hospital. Compramos a ideia, e depois de falar com a comissão de higienização e infecção hospitalar e eles aceitarem a proposição, entramos no período de fomentação pra execução do projeto. A intenção era ficar pronto para o dia das crianças, o que não aconteceu, mas após alguns trâmites, conseguimos na última sexta-feira colocar os adesivos. O resultado foi melhor que o esperado, os funcionários e pacientes trouxeram um feedback bem positivo. Até os adultos mudaram a feição”, reitera o diretor administrativo do HUOP, Rodrigo Suzuki.

(Foto: Amanda Alves)

 

Com assessoria 

TOPO