Copagril
Municípios É possível ser feliz sempre?

Projeto Garra-V tem primeira palestra ministrada em Quatro Pontes

Fotos: Divulgação

Intitulada “É possível ser feliz sempre?”, primeira palestra gratuita do projeto “Garra-V” (Grupo de Apoio e Reação Rápida pela Vida) foi ministrada na última quinta-feira (03), na Casa da Cultura, em Quatro Pontes.

A explanação foi realizada pelo coordenador do projeto “Garra-V” e professor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Campus de Toledo, Edson Marques Oliveira, além do psicólogo, terapeuta, consultor, pesquisador e técnico voluntário do projeto Garra-V, Jeferson Hugo de Oliveira.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

A palestra contemplou os desafios e possibilidades de um bem-viver e foi organizada pela Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Cultura e Esportes e o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), reunindo mais de 50 pessoas da comunidade.

 

GRUPO

Seguindo o cronograma de ações do projeto “Garra-V”, o grupo formado após a palestra terá o seu primeiro encontro na quinta-feira (10), às 19h30, na Casa da Cultura. Com a coordenação do professor Edson Marques Oliveira, a metodologia será acolher e integrar, tendo como quadrante a “Capital e inteligência humana”, questionando o que sei, o que penso e como aprendo. O aprendizado é para projetar e viver uma vida melhor no mundo atual.

Ao todo, serão promovidos oito encontros, cada qual com um tema, que estão abertos a quem quiser integrar. Eles acontecerão sempre às quintas-feiras, com local e horário a serem definidos e depois divulgados.

 

GARAA-V

O projeto Garra-V é fruto das atividades de extensão do programa Casulo Sócio-TEcnológico, do curso de Serviço Social, Campus de Toledo, através da aplicação do método Design Thinking adaptado para o campo da gestão de inovação social, tendo como centralidade atender as reais necessidades dos usuários e criando, como estratégia de prevenção, através de atividade de grupo de apoio e autodesenvolvimento (Garra-V), com um fluxo operacional dinâmico, a realização de atividades que estimulam as pessoas à autoaceitação, autoaprendizado e autodesenvolvimento.

Assim, o projeto Garra-V é um grupo de apoio, acolhimento, autoconhecimento, partilha e troca de ideias e experiências para gerar bem-estar e felicidade concreta. É um grupo de acolhimento para todas as pessoas que queiram crescer e melhor descobrir o seu potencial humano e sentido existencial na perspectiva de projetar ações para viver melhor. É também espaço de fortalecimento de vínculos e troca relacional para contribuir na superação de suas lutas e vulnerabilidade humanas. Nesse sentido, é um grupo de pessoas para pessoas, que querem melhorar continuamente sua jornada de vida, com mais propósito e significado e, sobretudo, de modo sustentável, aprendendo a lidar com as adversidades e sofrimentos que a vida inevitavelmente lhes traz e, por fim, aprender mais de si e da vida para melhorar sempre e viver melhor, sem ser vítima das circunstâncias.

É importante destacar que o projeto Garra-V não é um grupo de terapia, não é só para pessoas que estejam passando por alguma crise emocional e/ou em tratamento, não é um grupo para perdidos, desorientados ou que estejam “ruins das pernas” e também não substitui tratamentos psiquiátricos e/ou psicológicos.

Com assessoria

TOPO