Fale com a gente

Municípios Faltam R$ 80 milhões

Sem orçamento, conclusão da duplicação da BR-163 vira uma incógnita

Publicado

em

Deputado federal Sergio Souza (MDB): “Deixaram para as concessões, mas isso não aconteceu” (Foto: Maria Cristina Kunzler/OP)

Em sua passagem por Marechal Cândido Rondon, na última sexta-feira (24), o deputado federal Sergio Souza (MDB) não conseguiu fugir de uma pergunta que muitos da região fazem: e as obras de duplicação da BR-163, terminam quando?

O dilema é que não há resposta, pois não foi incluído no Orçamento da União os cerca de R$ 80 milhões que faltam para concluir a execução do projeto, que agora está concentrado entre Marechal Cândido Rondon e Quatro Pontes. “O grande problema é a falta de recurso”, disse.

De acordo com ele, inicialmente o governo federal achava que o término da obra ocorreria a partir das novas concessões, que inicialmente estavam previstas para acontecer no ano passado. “Deixaram para as concessões, mas isso não aconteceu”, admite.

E sem as concessões o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), ligado ao Ministério da Infraestrutura, precisou absorver a manutenção de todas as rodovias federais que antes eram pedagiadas no Paraná, como a BR-277, mas, por outro lado, não houve incremento no orçamento do órgão. “O Dnit ficou com o mesmo dinheiro e com mais rodovias”, frisa.

Sem solução para a questão orçamentária e sem os pedágios, a bancada federal se voltou à Itaipu Binacional na tentativa de haver o término da duplicação. Porém, ao que parece as tratativas não estão avançando, pois até o momento não há novidades. “Isso está em conversação”, conclui o deputado.

Por Maria Cristina Kunzler/O Presente

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Facebook