Municípios PEC 32/2020

Servidores da Unioeste vão aderir à paralisação nacional contra a reforma administrativa nesta quarta-feira

(Foto: Divulgação)

Ponto de destaque da agenda econômica do presidente Jair Bolsonaro, a reforma administrativa deve ser alvo esta semana de mais uma mobilização: a primeira greve nacional.

Servidores públicos de todas as regiões do país e de diferentes esferas de atuação – municipal, estadual e federal – prometem uma paralisação dos trabalhos nesta quarta-feira (18) para protestar contra a medida que altera normas que regem o trabalho dos servidores do Estado.

Casa do Eletricista VERÃO 2022

A pauta tramita atualmente na Câmara dos Deputados como Proposta de Emenda Constitucional 32/2020 e pode ser votada até o final deste mês na comissão especial que discute o tema, por isso a mobilização do funcionalismo tem o objetivo de evitar que isso ocorra.

Nied 2022 – Padrão

Segundo os organizadores, o dia da greve contará com diversos atos públicos, panfletagem e outras atividades de protesto espalhadas por diferentes regiões do país.

CombateMax – Normal

A paralisação é articulada pelas centrais sindicais e entidades de base e foi definida durante um encontro nacional das centrais, no final de julho.

Na região, o funcionalismo da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) vai aderir à paralisação nacional, como informa o professor Gilberto Calil, presidente do Sindicato Docente da Unioeste (Adunioeste).

“Nós teremos um debate virtual às 19 horas sobre a reforma administrativa e o porquê a PEC 32 significa a destruição dos serviços públicos. E durante o dia, respeitando a situação e as dificuldades relacionadas à pandemia, nós não teremos atividades públicas. Mas haverá um ato público, com distanciamento social e medidas de segurança, em Cascavel, a partir das 09 horas, no centro da cidade”.

O dirigente Sérgio Ronaldo, da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), afirma que as categorias se queixam de não terem sido ouvidas antes e após a apresentação da proposta de reforma.

A medida foi protocolada pelo governo em setembro do ano passado e altera uma série de normas que regem o trabalho dos servidores do Estado.

 

Com Rádio Difusora

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Grupo Costa Oeste 2021
TOPO