Municípios Instabilidade econômica

Sociedade Rural cancela Expo Toledo 2018

Representantes da entidade entregaram um ofício ao prefeito Lucio de Marchi comunicando a decisão dos organizadores: evento estava previsto para acontecer nos dias 10 a 14 de outubro (Foto: Michael Juliano)

A exposição agropecuária – Expo Toledo 2018 – promovida pela Sociedade Rural de Toledo (SRT), em parceria com a Prefeitura de Toledo, prevista para acontecer nos dias 10 a 14 de outubro está cancelada. Representantes da entidade entregaram na terça-feira (10) um ofício ao prefeito Lucio de Marchi comunicando a decisão dos organizadores. A reunião aconteceu com a presença de secretários municipais.

Entre as justificativas apresentadas pelo presidente da SRT, Silvan Carlos Welp, para o cancelamento desta edição estão a revitalização que será feita no Centro de Eventos Ismael Sperafico e as obras de recape que estão sendo realizadas na BR-163 pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Outro motivo exposto pela Sociedade Rural é a situação do país, que acabou criando certa instabilidade econômica, fazendo que inúmeros expositores e patrocinadores cancelassem as participações. Ou seja, inviabilizando financeiramente a organização. Segundo o presidente, outros municípios da região, alegando dificuldades, financeiras também decidiram suspender eventos semelhantes neste ano.

O prefeito disse que lamenta o cancelamento, uma vez que a exposição é a vitrine do agronegócio e as secretarias já trabalhavam na organização. Contudo, ele salientou entender a dificuldade de se realizar uma exposição desse porte no município justamente no período eleitoral e em decorrência da situação econômica do país.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cristopher de Azevedo, pontuou sobre a importância da feira que alavanca vários setores, entretanto, a necessidade de se fazer um estudo para trazer novidades na exposição e atrair público.

 

PARCEIRO

O município de Toledo é parceiro da Sociedade Rural Toledo, entidade representativa das atividades agropecuárias. Todos os anos, a prefeitura, além de ceder o espaço, fica responsável pela licitação do rodeio completo, estrutura de emergência e prevenção a saúde (ambulâncias) também custeia despesas com água e luz nos dias do evento e o cascalhamento dos acessos ao Centro de Eventos Ismael Sperafico.

 

Com assessoria

TOPO