Municípios Hospital de Toledo

Unimed Costa Oeste confirma arrendamento do HCO

Diretoria confirmou durante coletiva na tarde de hoje (05) a conclusão da negociação que se arrastava desde fevereiro (Foto: Franciele Mota)

 

Durante entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (05), em Toledo, os médicos Hiroshi Nishitani, Manoel Joaquim de Oliveira e Christian Floriano e Silva, da diretoria da Unimed Costa Oeste, anunciaram que a cooperativa acertou o arrendamento do HCO pelo prazo de dois anos, prorrogáveis por mais dois.

Segundo o diretor-presidente da Unimed, Hiroshi Nishitani, dentro de aproximadamente duas semanas terá início esta operação.

A negociação que vinha se arrastando desde fevereiro e a Unimed estudava a compra da unidade, entretanto, diante da situação financeira crítica do hospital, optou-se por este novo formato, fortalecido nos últimos 40 dias. Toda administração da unidade hospitalar será da Unimed, com o corpo de funcionários do HCO sendo mantido.

Nishitani afirmou que a deliberação foi motivada, principalmente, em prol dos clientes do convênio. “Em meio a tantas dificuldades, levamos em consideração o nosso beneficiário. Por isso, para termos uma unidade que condiz com as demandas e os anseios deles, decidimos pelo arrendamento”, declarou.

Além da Unimed, há previsão de atendimento de outros convênios da região. “Não deixaremos de encarar a unidade como um negócio e para ela ter sustentabilidade é preciso incluir outros convênios”, disse Nishitani. Porém, para SUS não há uma definição de retomada de atendimento. “Não está previsto, mas caso avaliarmos como viável, será uma questão a ser estudada”.

 

Colaboradores
A diretoria da Unimed confirmou que irá manter os postos de trabalho da atual estrutura do HCO. “Em nossa negociação consideramos a manutenção do corpo de colaboradores”, assegurou Hiroshi.

 

Estrutura
O diretor-presidente pede que a população tenha compreensão nesta fase de transição, mas garante que as áreas já existentes serão ativadas. “Nosso foco é colocar efetivamente toda a estrutura, que operava com menos de 50% de seu potencial, em funcionamento”, enaltece.

Segundo ele, a estrutura requer alguns reparos para que tenha condições plenas de atendimento que garantam a manutenção do padrão de qualidade já consolidado pela Unimed Costa Oeste. Ele também não descartou a compra imediata de novos equipamentos. “Dentro do possível, fomos tomando conhecimento da parte operacional há alguns dias para que pudéssemos, tão logo as questões burocráticas forem resolvidas, assumirmos de imediato”, comentou.

O diretor-presidente da Unimed Costa Oeste reforçou que por enquanto o HCO fará apenas atendimentos aos usuários da Unimed e a outros convênios para poder manter o equilíbrio financeiro do hospital e da própria cooperativa.

 

Dr. Christian Floriano e Silva, coordenador de Auditoria Médica, Dr. Hiroshi Nishitani, diretor-presidente da Unimed Costa Oeste, e Dr. Manoel Joaquim de Oliveira, diretor vice-presidente (Foto: Divulgação)

 

REABERTURA
No início da tarde a direção do HCO enviou uma nota confirmando a reabertura do pronto-atendimento, que estava fechado há aproximadamente uma semana.

 

Foto: Divulgação

 

Com Jornal do Oeste

TOPO