Variedades

Mitos e verdades sobre a musculação

Seja para emagrecer, seja para ganhar massa magra, muitas pessoas têm dúvidas sobre os exercícios de musculação, e muitos mitos e falsas informações ainda cercam esse assunto. Essa confusão pode não apenas comprometer os resultados dos treinos e da dieta, mas também trazer prejuízos à saúde.

Por isso, confira alguns mitos e verdades sobre a musculação – dos treinos da academia até a suplementação alimentar – para entrar em forma da maneira mais eficaz, equilibrada e saudável.  

 

Treino

  • Fazer exercícios de musculação à noite traz mais resultados do que no período da manhã: essa informação, de forma generalizada, está equivocada, já que o ritmo biológico de cada pessoa é diferente e é esse fator que determina o melhor horário para treinar.
  • Para emagrecer, aliar exercícios aeróbicos e anaeróbicos é a melhor solução: esta afirmação está correta, já que as atividades aeróbicas (como corrida, natação e bicicleta) aceleram o metabolismo e promovem a queima de gordura, enquanto o treino de musculação e outros exercícios anaeróbicos melhoram o condicionamento e a resistência física, além de ajudar a prevenir lesões.
  • Para emagrecer, é necessário fazer musculação com várias repetições e pouco peso: esse é um mito comum, já que muitas pessoas acreditam que fazer o contrário (poucas repetições e carga mais pesada) só propicia o ganho de massa. Pegar mais peso na malhação também ajuda na manutenção do peso, pois a musculação contribui para acelerar o metabolismo. Além disso, o corpo gasta mais energia para manter a massa magra do que quando existe uma grande reserva de gordura.
  • Exercícios fracionados ao longo do dia são uma maneira eficiente de emagrecer: é verdade, você não precisa fazer todos os exercícios de uma vez, e pode apostar em uma rotina na qual as atividades físicas são fracionadas. O ideal é se exercitar ao menos 30 minutos por dia, seja em três blocos de 10 minutos ou dois blocos de 15 minutos.

 

Suplementação alimentar

  • Suplementos alimentares são saudáveis: aqueles aprovados pela Anvisa e recomendados ao paciente por um médico ou nutricionista não trarão nenhum tipo de prejuízo para a saúde – pelo contrário. Esses produtos, de maneira geral, são constituídos por substâncias concentradas que podem apresentar efeitos metabólicos, fisiológicos e nutricionais, sempre com o objetivo de complementar a alimentação com nutrientes dos quais o organismo do indivíduo necessita.
  • É possível ficar musculoso só tomando suplementos: isso é um mito. Não existem suplementos capazes de desenvolver massa muscular, apenas os exercícios apropriados podem fazer isso. Para conseguir músculos definidos, atividades de resistência são indispensáveis, sejam feitas em casa ou na academia, em aparelhos de musculação ou com o peso do próprio corpo, como flexões ou abdominais.
  • Queimadores de gordura podem trazer bons resultados: sim, mas apenas se acompanhados de uma alimentação equilibrada e de uma rotina saudável de exercícios físicos. Afinal, a função desses produtos é estimular o metabolismo e diminuir o apetite, fatores que contribuem para o emagrecimento, mas não o suficiente para fazer com que a pessoa emagreça sem outros esforços.
  • Suplementos substituem a alimentação normal: isso não é verdade e fazê-lo pode ser prejudicial à saúde. Os suplementos devem complementar uma alimentação saudável, e não substituí-la. Por isso, o melhor é buscar o auxílio de um nutricionista antes de fazer qualquer alteração na dieta.