Paraná

PRF de Guaíra registra redução no número de acidentes no feriado da Independência

Durante os cinco dias da operação Independência 2017 da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que teve início na quarta-feira (06) e se estendeu até o domingo (10), não foi registrado nenhum acidente nos 158 quilômetros de rodovias federais atendidas pela delegacia da PRF de Guaíra. No mesmo período da operação no ano de 2016, que teve um dia a mais de duração, foram registrados dois acidentes, sendo que em um deles uma pessoa ficou ferida.

 

Combate a alcoolemia

Durante a operação, 384 condutores foram submetidos ao teste de etilômetro, extraídos quatro autos de infração por dirigir sob influência de álcool, sendo que dois condutores foram presos por apresentar teor alcoólico acima de 0,30 mg/l (miligramas por litro de ar expelido dos pulmões), ou seja, metade dos autuados foram presos.

Os condutores que foram flagrados dirigindo sob influência de álcool receberão uma multa no valor de R$ 2.934,70, além de terem seu direito de dirigir suspenso pelo prazo de um ano. Os condutores que foram presos, além da multa e da suspensão do direito de dirigir, ainda responderão um processo criminal podendo ser condenados à pena de reclusão de 6 meses a 3 anos.

 

Combate ao excesso de velocidade

Em todos os dias da operação houve a fiscalização por parte dos radares nas rodovias, sendo que 174 veículos foram flagrados acima do limite de velocidade.

Os condutores que foram flagrados acima do limite máximo de velocidade permitido receberão uma multa que pode variar de R$ 130,16 a R$880,41, dependendo do excesso de velocidade constatado. Nos casos mais graves, além da multa o condutor ainda terá o seu direito de dirigir suspenso pelo período de dois a oito meses.

Ainda houve 62 condutores autuados por realizar ultrapassagem indevida, onze autuações por não utilização do cinto do segurança, sendo que dois envolviam crianças ou bebês.

Ainda durante a operação, dois veículos foram recuperados, um deles carregado de cigarros contrabandeados.