Paraná Correios

Apesar do anúncio de greve, serviços dos Correios em Marechal Rondon seguem normais

Foto: O Presente --

Os trabalhadores dos Correios de algumas localidades do Paraná participam, na manhã desta terça-feira (13), de assembleias para definir o rumo da paralisação da categoria, deflagrada ontem (12). De acordo com o diretor de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Paraná (Sintcom-PR), Ezequiel Dutra, uma assembleia está marcada para as 10 horas na sede da empresa, em Curitiba.

Os empregados decidiram entrar em greve para protestar contra mudanças no pagamento do plano de saúde. Como não houve acordo entre funcionários e os Correios, o caso parou no Tribunal Superior do Trabalho (TST), que julgou ontem que os funcionários vão passar a pagar um percentual do custo do plano ofertado pela empresa. O valor será proporcional ao salário.

O TST deu prazo até julho de 2019 para que os Correios e os trabalhadores cheguem a um acordo sobre a manutenção ou não dos pais como dependentes dos empregados e quem vai pagar esta despesa. Até lá, eles permanecem como dependentes e terão direito ao atendimento completo. Já os dependentes que são cônjuges terão que arcar com o equivalente a 65% do que é pago pelo titular do plano; os filhos, 35%.

 

Em Marechal Rondon

Em Marechal Cândido Rondon, o atendimento por parte das agências franqueadas, bem como entregas de correspondência e produtos a domicílio não sofreram alterações na segunda-feira.
Segundo informações obtidas pelo Jornal O Presente, o atendimento segue normal nesta terça-feira e deve permanecer durante a semana, uma vez que os trabalhadores da microrregião não aderiram à greve proposta pelo Sintcom-PR.

 

Serviços 

Apesar dos serviços seguirem normais na microrregião, é possível que aconteçam alguns atrasos em entregas ou serviços. Isso se deve à paralisação em grandes centros, como Maringá, Londrina e até mesmo em Curitiba, ocasionando maior lentidão.

Foto: O Presente

 

 

Apesar do anúncio de greve, serviços dos Correios em Marechal Rondon seguem normais
TOPO