Copagril
Paraná Ferramenta digital

Aplicativo que ajuda contratar serviços atinge 18.800 usuários

(Foto: Geraldo Bubniak/ANPr)

O aplicativo Paraná Serviços atingiu neste mês de julho 18.800 usuários em 202 cidades do Estado. Lançada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, em março, a ferramenta digital faz a intermediação entre o contratante e o prestador autônomo de serviços. O APP atingiu também outro marco: 40% (7.551) dos usuários ofertam seus serviços e 60% utilizam a ferramenta para propor pequenos negócios, o que denota equilíbrio entre oferta e demanda.

“A plataforma demonstra como o poder público pode criar soluções para a população, facilitar o desenvolvimento de negócios e ajudar a gerar renda”, afirma Ratinho Junior. “Queremos fazer com que o Estado seja um instrumento de desenvolvimento da área de tecnologia e crie ferramentas que ajudem a vida das pessoas.”

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

 

Dinamizar

Criado pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho e desenvolvido pela Celepar, o aplicativo está disponível para os sistemas Android e iOS. Ele é uma alternativa para dinamizar as possibilidades de trabalho autônomo no Paraná, que até então ocorriam somente nas Agências do Trabalhador – cerca de 35% dos cadastros nesses locais eram de autônomos ou potenciais autônomos.

Para o secretário Ney Leprevost, o app se consolida como alternativa viável para conectar profissionais autônomos às possibilidades de contratação. Ele também afirma que o equilíbrio de distribuição entre usuários é um dos pontos que favorecem o aumento de downloads. “É importante porque permite a aplicação da inovação digital a serviço da geração de oportunidades para o trabalhador”, completa.

André Telles, assessor de Inovação e Tecnologia da Secretaria, explica que o Paraná Serviços é parte da estratégia de incentivar a saída da informalidade para prestadores de serviço que já têm perfil empreendedor, ao contrário das buscas dos empresários nas Agências do Trabalhador, ainda muito ligadas a empregos formais.

“É uma ferramenta para melhorar aquilo que já acontecia nas Agências, que é o trabalho de intermediação. Ele encurta o caminho porque é direto, abre possibilidade de o prestador apresentar suas qualificações e ser melhor ranqueado em função delas. Nas Agências do Trabalhador as maiores buscas ainda são por empregos formais”, explica.

 

Expansão 

Com a consolidação da primeira fase do projeto, de lançamento e validações de usabilidade, a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho planeja expandir a novidade para o interior para alcançar os 399 municípios do Estado. Até agora as cidades com maior número de usuários são Curitiba, Colombo, São José dos Pinhais, Cascavel, Pinhais, Ponta Grossa, Araucária, Fazenda Rio Grande, Piraquara e Almirante Tamandaré.

“Tivemos adesão rápida e espontânea de milhares de trabalhadores. Agora vamos iniciar uma parceria com as prefeituras e as Agências do Trabalhador locais para ampliar a divulgação e as possibilidades de geração de renda. No Paraná são 216 agências do trabalhador e apenas em Curitiba são em torno de mil procuras diárias, o intuito é que parte de toda essa busca se reverta em novos usuários”, completa André Telles.

 

Serviços

Segundo o balanço mais recente da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, os serviços mais utilizados até o momento são, nessa ordem, marido de aluguel (serviços gerais), diarista, pedreiro, eletricista, pintor, garçom, motorista, recepcionista, auxiliar de limpeza e babá. Alguns prestadores de serviços já realizaram mais de dez trabalhos nesses quatro meses.

Ney Leprevost destaca que o aplicativo é um incentivador da geração de renda rápida, com possibilidade de atender quem procura serviços com urgência e quem está disposto a ofertas céleres. “É um sucesso porque facilita a interlocução entre autônomo e contratante. Um garçom, por exemplo, tem acesso a trabalho num final de semana, numa festa ou num serviço não permanente. E a novidade é a possibilidade de qualificar o serviço como num site de hotelaria”, completa.

Ele diz que o Paraná Serviços vai ajudar a reter, ao menos em nível estadual, o crescimento do número de pessoas subocupadas por insuficiência de horas trabalhadas (aquelas que trabalham menos 40 horas por semana, mas gostariam e têm disponibilidade para mais). Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em maio eram 7,2 milhões de brasileiros nessa situação.

 

Fomento

Outra funcionalidade do Paraná Serviços é a possibilidade de informações sobre microcrédito com a Fomento Paraná. Uma aba no aplicativo permite o trabalhador cadastrar seu e-mail e receber informações sobre possibilidade de acesso a crédito de R$ 10 mil a R$ 20 mil para investir em capacitação ou estruturação. Mais de 200 usuários se cadastraram em apenas 40 dias para conhecer essas alternativas de crédito para Microempreendedor Individual (MEI).

 

Como funciona

Para o contratante, é preciso baixar o Paraná Serviços e pesquisar pelo serviço ou profissional de que necessita. A escolha é da preferência do contratante, ou seja, podem ser avaliadas as qualidades e habilidades do prestador. O aplicativo permite a troca de mensagens entre contratante e contratado, onde são acertados o orçamento e o pagamento de comum acordo.

Para o prestado de serviços, basta baixar o aplicativo e se cadastrar como disponível para ser contatado. Na aba do perfil, há possibilidade de personalizar o cadastro com um pequeno currículo e fotos dos trabalhos já realizados.

 

Com AEN

TOPO