Ecoville – Maior rede de limpeza
Paraná Lista completa

Chuva lava a alma de aprovados do Vestibular Unioeste 2019

Foto: Johanan Toledo

 

Acabou a espera dos candidatos do Vestibular Unioeste 2019. Após duas semanas cercadas de muita expectativa, eles puderam saber seu resultado na prova, realizada no último dia 2 em sete cidades do Paraná. O ponto alto da divulgação foi o evento promovido na tarde de domingo (16) pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná na região central de Cascavel, cidade que abriga a Reitoria da instituição.

Aqui você pode conferir a lista de aprovados de todos os campi da Unioeste. Se preferir, também pode acessar a relação de aprovados do campus rondonense da Unioeste.

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

Desde as primeiras horas da tarde o espaço preparado para o ato começou a ser tomado por pais, alunos, professores e barracas de escolas públicas e particulares. As fortes chuvas do meio da tarde não abalaram o ânimo dos presentes ao evento e, por razões de segurança, a divulgação do resultado foi antecipada.

Segundos antes da distribuição dos jornais e da publicação da lista de aprovados, a expectativa era muito grande no ambiente, a qual foi em parte amenizada pela apresentação do grupo Lions de cheerleaders e de uma reunião de percursionistas das baterias das atléticas de diversos cursos da instituição – atrações viabilizadas por meio de parceria com a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e o Diretório Central Estudantil (DCE) da Unioeste.

À medida que os candidatos viam seus nomes na lista, a festa crescia e as comemorações seguiram noite adentro. O primeiro colocado geral foi Rodrigo Rodrigues da Costa Gomes, aprovado para o curso de Medicina/campus Cascavel.

O evento integrou as atividades do “Domingão no Calçadão”, projeto da Prefeitura de Cascavel – parceira do evento – que fecha parcialmente a Avenida Brasil aos domingos para as famílias aproveitarem tranquilamente o espaço público com atividades esportivas e recreativas. A lista de aprovados e classificados encontra-se no site www.unioeste.br/vestibular e também será afixada nos campus da instituição até às 16 horas de segunda-feira (17).

De acordo com o coordenador da Diretoria do Concurso Vestibular (DCV), Paulo Renan Effgen, o saldo do evento e de todo o certame foi bastante positivo. “De uma forma geral, o sucesso desta divulgação pode ser avaliado pelo semblante de alegria que vimos no rosto das pessoas que passaram. A chuva nos deu um ‘trote’ antecipado, mas a gente batalhou bastante e, no final, deu tudo certo”, avalia.

 

NÚMEROS

Centenas de pessoas compareceram ao evento de divulgação da lista de aprovados. Este é só mais um entre tantos números que comprovam o sucesso do Vestibular Unioeste 2019. O concurso recebeu 14.035 inscrições e recebeu 12.195 estudantes de várias regiões do Paraná e do Brasil em locais de prova distribuídos em Cascavel, Curitiba, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Marechal Cândido Rondon, Maringá e Toledo. Em disputa estavam 2.226 vagas para 68 cursos de Graduação – 65 presenciais distribuídos em cinco campus (Cascavel, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Marechal Cândido Rondon e Toledo) e três a distância oferecidos em 25 polos de todo o Brasil – principal novidade desta edição do vestibular.

Os cursos de maior concorrência foram Medicina (158,05 candidatos/vaga para o campus Cascavel e 130,70 para Francisco Beltrão), Odontologia (25,95/Cascavel) e Direito (24,60/Foz do Iguaçu, 23,85/Francisco Beltrão e 22,40/Marechal Cândido Rondon). No campus de Toledo, o curso mais concorrido foi Engenharia Química (7,20). Entre os cursos a distância, o de maior concorrência foi o de Letras – Libras/Bacharelado no polo Apucarana (3,15).

Para que o Vestibular Unioeste 2019 transcorresse em clima de tranquilidade e segurança, mais de 1.300 colaboradores trabalharam em atividades de coordenação, apoio e fiscalização. Ao todo, 57 candidatos – 29 em Cascavel, 11 em Francisco Beltrão, 11 em Toledo, quatro em Foz do Iguaçu e dois em Marechal Cândido Rondon – com deficiências (auditiva, motora e visual) e distúrbios psicológicos (dislexia e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade [TDAH], por exemplo) puderam fazer a prova por meio de uma banca especial, com intérpretes de Libras, transcritores, ledores, gráficos de questões da prova em alto relevo, entre outros recursos que lhe propiciaram igualdade de condições, como o acréscimo de 50% de tempo em relação aos demais postulantes a uma vaga na instituição.

 

Com assessoria

TOPO