Copagril
Paraná HOMENAGENS

Corpo de Bombeiros comemora 107 anos com entrega de medalhas

Foto: Soldado Amanda Morais

O Corpo de Bombeiros comemorou nesta terça-feira (08) o aniversário de 107 anos da Corporação. O evento aconteceu no Quartel Central, em Curitiba, e contou com a entrega de medalhas a civis e militares que auxiliaram no crescimento da Corporação.

Foram homenageados bombeiros militares que participaram da Operação Brasil Verde, do Ministério da Defesa, no combate às chamas na Floresta Amazônica.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

O vice-governador Darci Piana foi condecorado com a medalha Carlos Cavalcanti. “Quando criança, no Interior, tinha a oportunidade de escutar os feitos dos bombeiros pelo rádio. Também lia em livros e nas revistas a figura desses heróis, o que me fez sonhar em ser um deles”, disse. “Hoje, receber esta medalha é motivo de muito orgulho”, afirmou.

Ele também parabenizou a todos os que contribuíram para que o Corpo de Bombeiros do Paraná chegasse ao nível que é atualmente, sem esquecer de mencionar os bombeiros atuantes em Brumadinho e na Amazônia, em colaboração aos bombeiros dos estados envolvidos.

O secretario estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, também recebeu a medalha Carlos Cavalcanti, maior honraria do Corpo de Bombeiros. Ele garantiu que todos os esforços para a manutenção de uma Corporação sólida continuarão. “A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros podem contar com o trabalho diário, esforço e empenho da Secretaria para a construção de uma segurança pública destacada”. Ele também parabenizou o Corpo de Bombeiros do Estado pela atuação em Brumadinho e na Amazônia.

O comandante-geral da PM, coronel Péricles de Matos, falou sobre as ações corajosas de todos os bombeiros que se doam diariamente. “A importância dos bombeiros se renova a cada vítima de acidente atendido, a cada patrimônio que é sinistrado por um incêndio e o fogo é anulado, e a cada resgate de estrutura colapsada”, diz. “Vemos, no mundo moderno, conflitos, tensões, guerras. O homem sendo algoz do próprio homem. E o bombeiro, com a nobreza da sua profissão, consegue trazer uma mensagem de fé e esperança à sociedade”, acrescentou.

“Temos muito que comemorar”, declarou o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Samuel Prestes. “Nossa história é formada por muito trabalho e dedicação prestados não só ao Paraná, mas, como podemos perceber este ano, ao Brasil todo”, disse, se referindo ao envio das tropas paranaenses para dar auxílio nas buscas de Brumadinho e nos incêndios da Amazônia.

Para o comandante, essa é a prova de que a qualidade da Corporação está cada vez mais em ascensão. “É sinal do bom relacionamento que a nossa instituição e o nosso Estado têm com o Governo Federal, e possibilitando o resgate de investimentos e renovação da nossa frota”, afirmou.

MEDALHAS

Um dos homenageados com a medalha Carlos Cavalcanti foi o coronel Samir Wassouf, ajudante-geral da PM que coleciona certificações dentro da Corporação, e se diz muito feliz pelo reconhecimento, mas sabe que a excelência da tropa é reflexo do bom trabalho conduzido.

O coronel Samuel Prestes e o ex-comandante do Corpo de Bombeiros, o coronel da reserva Edemilson de Barros, receberam a medalha “Major Fabriciano do Rego Barros”.

A medalha tem caráter comemorativo e é destinada a recompensar os oficiais que desempenham ou tem desempenhado a função de Comandante do Corpo de Bombeiros e é conferida mediante proposição do Comando-Geral da Polícia Militar.

RECONHECIMENTO

O coronel Prestes também comentou sobre as homenagens prestadas ao longo das comemorações. “A exemplo do que já fizemos aos nossos bombeiros que trabalharam em Brumadinho, estamos fazendo o mesmo com os que ajudaram a defender as nossas matas no Pará. Cada um deles, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas, atuaram com galhardia e venceram mais essa batalha. Agora que retornaram ao seio de suas famílias, nada mais justo do que essa homenagem”, diz.

O sargento Flávio Roberto Blum é outro que se diz feliz com a gratificação. Perguntado sobre a experiência de poder atuar no combate aos incêndios da Amazônia, a resposta não foi outra: orgulho.

Mesmo com 25 anos de bagagem na Corporação, o bombeiro faz questão de ressaltar que a profissão militar é uma aprendizagem constante. “Tenho uma determinada experiência, mas a gente sempre tem o que aprender, e é nessas ocorrências que a gente percebe isso”, salienta o sargento.

FUTURO

Por fim, o coronel Prestes falou sobre os planos do Corpo de Bombeiros para os próximos anos. “Temos um planejamento sólido até o ano de 2025, e estamos perseguindo os nossos objetivos. Queremos crescer mais ainda, não só no nível de atendimento às emergências, mas também na nossa parte de desburocratização e avanços no sistema de combate ao incêndio e pânico”, afirma “Isso tudo está sendo feito da melhor maneira possível, com muita seriedade, sem perder o foco”, finaliza.

HISTÓRIA

O Corpo de Bombeiros do Paraná foi criado no dia 8 de outubro de 1912 (Lei nº 1.133) pelo presidente da Província do Paraná, Carlos Cavalcanti de Albuquerque. Foi concebido, com completa autonomia, nos moldes de regimentos de Bombeiros e salvadores de Paris, que eram militarizados e estruturados como arma de engenharia. Tendo ainda como modelo no Brasil, o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, no qual seguiu sua estrutura, organização e fardamento.

O primeiro comandante do Corpo de Bombeiros, o major Fabriciano do Rego Barros, tinha poucos recursos, mas contou com a bravura dos primeiros bombeiros militares para começar a dar forma à Corporação.

PRESENÇAS

Estiveram presentes o vice-governador Darci Piana; o secretário de Segurança Pública, Romulo Marinho Soares; o comandante-geral da PM, coronel Péricles de Matos; o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Samuel Prestes; o diretor-comandante da APMG, coronel Ronaldo de Abreu; o presidente do Tribunal de Contas do Paraná, Nestor Baptista; o controlador-geral do Estado, Raul Siqueira; o procurador de Justiça do Ministério Publico do Paraná, Vani Antônio Bueno; o assessor militar do Tribunal de Contas; coronel Júlio Richter Neto; ajudante-geral da PM, coronel Samir Wassouf; o corregedor-geral da PM, coronel William Kuczynski; o comandante do 3º Comando Regional da PM, coronel José Carlos Graciano; o diretor de Finanças da PM, coronel Vanderley Rothenburg; o integrante da Sesp, coronel Erich Osternack e o ex-comandante-geral da PM, coronel da reserva Miguel Arcanjo Capriotti.

Também estiveram presentes oficiais e praças da PM e do Corpo de Bombeiros (da ativa e da reserva), familiares dos homenageados e convidados.

Com Agência Estadual de Notícias

TOPO