Fale com a gente

Paraná Conselho Regional de Medicina

CRM-PR abre sindicância para apurar atitude de médica do Paraná que usou rede social para xingar paciente

Publicado

em

(Foto: Divulgação)

O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) abriu sindicância nesta segunda-feira (23) para apurar a conduta de uma médica que usou rede social para reclamar de pacientes.

Postagem da médica xingando um paciente – não identificado no texto – viralizou no último sábado (21). Na publicação, ela critica uma pessoa que vai ao pronto socorro por conta de uma infecção urinária.

Médica reclama de atendimento em rede social — Foto: Reprodução/Redes sociais

(Foto: Reprodução/Redes sociais)

“Tem que ser muito FILHA DE UMA **** pra vir 1 da manhã no pronto socorro por conta de infecção urinária viu. Não tem outra expressão pra descrever”, diz a médica na publicação.
O conselho disse que abriu a sindicância a partir de denúncias sobre “comentários desrespeitosos, com pacientes e aos princípios que regem a atividade”.

O g1 entrou em contato com a médica, mas não teve retorno até a publicação desta reportagem.

Segundo o cadastro da médica no CRM, a mulher mora em Curitiba. Ela está inscrita na autarquia desde setembro de 2021.

O g1 apurou que a médica trabalha como plantonista em uma unidade de pronto atendimento de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), por meio de uma empresa terceirizada. O município ainda não se manifestou oficialmente sobre o caso.

Em nota, o Conselho Regional disse que a sindicância corre sob sigilo, e não revelou em que exata unidade a médica atua. Informou, também, que o procedimento interno garante o “direito de ampla defesa e contraditório”.

Após a repercussão da postagem, usuários do Twitter localizaram e expuseram outras publicações antigas da médica, também com ofensas a pacientes.

 

Com g1
Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Facebook