Paraná Tecnologia

Desenvolvedores VcMCR participam do 15º Congresso Latinoware

Na foto, os servidores Vilson e João, que participaram do evento em Foz (Foto: Divulgação)

Implantado em meados de abril, com o objetivo de oferecer ao cidadão rondonense uma ferramenta de colaboração com a gestão pública, o VcMCR está se destacando em eventos tecnológicos. Na última semana, os desenvolvedores do projeto, o técnico de informática João Paulo Polles e o desenhista Vilson Carlos Kickow, participaram em Foz do Iguaçu, do 15º Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas (LATINOWARE), para divulgarem a experiência bem-sucedida.

João e Vilson destacam que o convite ocorreu em devido ao fato do VcMCR ser um software livre e que foi feito de forma autônoma por servidores públicos de uma prefeitura, sem o auxílio de alguma empresa especializada na área.

Casa do Eletricista – Clorador Agosto

Atualmente, o aplicativo permite relatos sobre três tipos de serviço: iluminação pública (lâmpada apagada, lâmpada acesa durante o dia, lâmpada oscilando, lâmpada quebrada ou ausente), recolhimento de lixo (recolhimento de lixo comum, recolhimento de lixo reciclável – a cidade possui coleta seletiva dividida por dias da semana e zoneamento) e reporte de focos de mosquito da dengue.

A meta agora, segundo os desenvolvedores do aplicativo, é aprimorar a questão da numeração do Google Maps, que é deficitária. A ideia é implantar o recurso chamado “OpenStreetMap”.

Uma das grandes contribuições do aplicativo foi na questão de auxiliar com sugestões da população para o plano diretor, permitindo que fossem relatados o que há de bom e o que precisa melhorar, ou até mesmo implantar, em cada bairro ou distrito.

 

Com assessoria

TOPO