Paraná Natureza

Dia da Mata Atlântica: Itaipu já recuperou quase 30% do bioma no Paraná

(Fotos: Alexandre Marchetti/ Itaipu)

Em 27 de maio de 1560, na Carta de São Vicente, Padre Anchieta descreveu pela primeira vez a beleza e a rica biodiversidade das florestas tropicais brasileiras. Nesta data, desde o final dos anos 1990, é comemorado o Dia Nacional da Mata Atlântica, para conscientizar a população sobre a necessidade de preservação do bioma.

Em 2017, a Fundação SOS Mata Atlântica publicou um estudo indicando que Itaipu é a principal responsável pela regeneração de áreas florestais no Paraná. São quase 30% de recuperação do bioma observado no Estado nos últimos 30 anos.

Casa do Eletricista – RETOMA

No ano passado, os mais de cem mil hectares de áreas protegidas pela binacional, ganharam o status de Reserva da Biosfera, chancela dada pelo Programa “O Homem e a Biosfera” (MaB, em inglês) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). É a única hidrelétrica do mundo com esse título.

O reconhecimento nacional e internacional comprova a eficiência dos programas de conservação promovidos pela binacional. É um trabalho que está na origem da empresa: desde a construção da usina, na década de 1970, sempre houve a preocupação de cercar o reservatório com áreas de mata, para evitar o assoreamento.

As ações incluem desde a recuperação de nascentes, produção de mudas de espécies nativas, até programas de reprodução em cativeiro de espécies da fauna regional – como a onça-pintada e a harpia, um dos maiores gaviões do mundo.

Neste Dia Nacional da Mata Atlântica, o JIE relembra alguns dos projetos desenvolvidos pela empresa que ajudam na preservação do bioma e que ganharam destaque no jornal.

Com Itaipu

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO