Copagril – Sou agro com orgulho
Paraná Suposta improbidade

Ex-prefeito de Terra Roxa e outras seis pessoas têm bens bloqueados em R$ 3,2 milhões

Foto: Divulgação

O ex-prefeito da gestão 2013-2016 de Terra Roxa e outros seis agentes públicos foram alvos de decisão judicial que determinou o bloqueio de bens no montante de R$ 3.224.946,50. A liminar, expedida terça-feira (22) pela Vara da Fazenda Pública da comarca atende pedido feito em ação civil pública ajuizada pela Promotoria de Justiça local após supostos atos de improbidade administrativa.

Investigação do Ministério Público do Paraná (MP-PR) demonstrou que os agentes públicos, que atuavam no Departamento de Tributação Municipal, promoviam baixas de créditos do Município – especialmente tributos, como IPTU e ITBI – sem as quitações das dívidas, o que causou expressivo prejuízo ao erário. Os investigados manuseavam ilegalmente o sistema eletrônico da Prefeitura para fazer a falsa quitação dos créditos, obtendo em troca vantagens indevidas, inclusive para fins políticos. A apuração comprovou que o ex-prefeito agiu de maneira omissa, permitindo e beneficiando-se dos atos de improbidade.

Casa do Eletricista ROWA

A determinação da indisponibilidade de bens busca garantir o ressarcimento do prejuízo causado ao erário e o pagamento de eventual multa civil a ser aplicada no caso de condenação. No mérito da ação, o MP-PR requer a condenação dos agentes públicos às sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa, entre elas, a perda da função pública, a suspensão dos direitos políticos, o ressarcimento integral do dano e a proibição de contratar com o poder público. Cabe recurso da decisão liminar.

Nied 2021 E1

 

Com MP-PR

Grupo Costa Oeste 2021
TOPO