Copagril
Paraná Reconhecimento pela Qualidade

Frios Samollé conquista o 1º lugar no Selo Alimentos do Paraná

Consultor do Sebrae/PR, Emerson Durso, com o sócio-proprietário da Samollé, Juliano Jacobs, com o prêmio conquistado (Foto: Divulgação)

O Presente

 

Com 14 anos de atuação na região Oeste do Paraná, a Indústria de Frios Samollé conquistou o 1º lugar no Selo Alimentos do Paraná na categoria origem animal e o 2º lugar geral entre os participantes de inúmeras categorias.

Casa do Eletricista CÂMERAS

O Selo Alimentos do Paraná é realizado pelo Sebrae/PR, Fecomércio PR, Fiep, Associação Paranaense de Supermercados (Apras) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e objetiva a melhoria de processos produtivos, aprimoramento da qualidade e boas práticas de gestão em empreendimentos de micro e pequeno porte do segmento de alimentos e bebidas.

Para o sócio-proprietário da Samollé, Juliano Jacobs, além de uma importante conquista, a premiação representa o reconhecimento ao constante trabalho desenvolvido na empresa através do treinamento da equipe, desenvolvimento de técnicas de gestão e de aplicação na fabricação dos produtos de origem animal. “Recebemos a premiação com muita alegria e compartilhamos com nossa equipe, pois é resultado de um trabalho realizado com comprometimento de todos com a gestão e a qualidade”, destaca.

EVOLUÇÃO

Jacobs ressalta que no selo são analisados critérios como a qualidade na gestão e a qualidade nos produtos, desde fabricação e procedimentos nos produtos, passando pela gestão e administração da empresa. “Participamos do selo desde a primeira edição e, nesses três anos, sempre conseguimos renovar a chancela e melhorar algo a mais a cada etapa. Nesta última, por exemplo, melhoramos controles e aplicamos pesquisas de satisfação. Os ótimos resultados provam que estamos avançando rumo ao caminho certo”, enaltece.

Jabobs agradece toda equipe de funcionários, do escritório, do setor de produção, vendedores e clientes por essa importante conquista.

Em produtos de origem animal, a Samollé atingiu 98,85% de conformidade com as normas aplicadas ao selo.

MAIS COMPETITIVIDADE

De acordo com o consultor do Sebrae/PR, Emerson Durso, o objetivo final do selo é auxiliar as micro e pequenas empresas a se adequarem a processos e normas e, por consequência, aumentar a competitividade e contato com o mercado.

TOPO