Ford Show Rural
Ecoville – Maior rede de limpeza
Paraná Prestação de seviços

Governo repassa R$ 2,6 mi para atender pessoas com deficiência

(Foto:Divulgação/SEJUF)

O Governo do Paraná, por meio da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, vai repassar neste segundo semestre cerca de R$ 2,6 milhões para entidades de atendimento a pessoas com deficiência. Os recursos são destinados a serviços de acolhimento, Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), associações de atendimento para pessoas com deficiência física, mental, visual e autismo, além de serviços que prestam atendimento para convivência e fortalecimento de vínculos para pessoas com deficiência.

A transferência é financiada com recursos do Fundo para Infância e Adolescência (FIA), por meio do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca).

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

“O objetivo é fortalecer o atendimento às pessoas com deficiência, promover a inclusão social com a equiparação de oportunidades e, consequentemente, cidadãos participantes, conscientes de seus direitos e deveres”, diz o secretário estadual da Justiça, Ney Leprevost. O atendimento as pessoas com deficiência é uma das prioridades desta gestão.

O repasse contempla 49 organizações que atendem as políticas públicas da saúde, educação e assistência social. Os recursos serão utilizados para a aquisição de equipamentos para potencializar os atendimentos de fisioterapia e tecnologias assistivas, com o objetivo de assegurar a acessibilidade, contratação de equipe técnica e a efetividade das equipes.

“As organizações sociais e as escolas especializadas desempenham um papel fundamental na promoção das pessoas com deficiência, por isso a importância de repasses financeiros para auxiliar na manutenção administrativa e pedagógica”, explica o chefe do Departamento da Política para a Pessoa com Deficiência da secretaria, Felipe Braga Côrtes.

 

Confira as entidades que serão beneficiadas:

União dos Deficientes Físicos (Cambé);

Associação Norte Paranaense de Reabilitação (Maringá);

Instituto Educacional Duque de Caxias (Ponta Grossa);

Associação de Apoio, Atendimento e Assessoramento a Comunidade Surda Geny de Jesus Souza Ribas (Ponta Grossa);

Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (Curitiba);

Pequeno Cotolengo do Paraná (Curitiba);

Congregação de Irmãs da Pequena Missão para Surdos (Londrina);

Associação de Pais do Deficiente Visual – Apadevi (Ponta Grossa);

Associação Medianeirense de Atendimento Especializado(Medianeira);

Reabilitação e Assistência a Criança e ao Adolescente (Curitiba);

Centro de Assistência Nova Vida – Canv (Altônia);

Associação de Pais e Amigos dos Surdos (Foz do Iguaçu);

Apae de Floraí;

Apae de Jaboti;

Apae de São José da Boa Vista;

Apae de Jesuítas;

Apae de Maringá;

Apae de Antonina;

Apae de Guaratuba;

Apae de Ortigueira;

Apae de Atalaia;

Apae de São João do Caiuá;

Apae de Planalto;

Apae de Reserva;

Apae de Planaltina do Paraná;

Apae de Altamira do Paraná;

Apae de Cruzeiro do Oeste;

Apae de Wenceslau Brás;

Apae de Nova Esperança do Sudoeste;

Apae de Boa Esperança do Iguaçu;

Apae de Pinhal de São Bento;

Apae de Figueira;

Apae de Lobato;

Apae de Novo Itacolomi;

Apae de Ibaiti;

Apae de Jataizinho;

Apae de Alto Paraná;

Apae de Nova América da Colina;

Apae de Paula Freitas;

Apae de Imbituva;

Apae de Coronel Vivida;

Apae de Tibagi;

Apae de Santa Mônica;

Apae de Mandirituba;

Apae de Jardim Alegre;

Apae de Siqueira Campos;

Apae de Terra Rica;

Apae de Santa Fé;

Apae de Rio Bom;

Apae de Bituruna.

 

Com AEN

TOPO