Fale com a gente

Paraná Segurança nas estradas

Multas por falta do uso de cinto de segurança crescem 20% no Paraná, aponta Detran

Números abrangem os anos de 2022 e 2023. Polícia Rodoviária Federal (PRF) também identificou aumento em acidentes para quem não utiliza dispositivo no estado

Publicado

em

(Foto: Portal Governo de São Paulo)

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) registrou um aumento de 20% no número de multas aplicadas entre 2022 e 2023 para motoristas e passageiros que não usam o cinto de segurança.

Segundo o balanço, 15.770 motoristas e passageiros foram multados no Paraná por não utilizar o cinto. Em 2023, o número de infrações saltou para 19.054, ou seja, quase 20%.

O Código de Trânsito Brasileiro define, desde 1997, como obrigatório o uso do dispositivo.

A legislação prevê multa de R$ 195, 23 e 5 pontos na carteira de habilitação para quem descumprir a regra, tanto motoristas quanto passageiros.

Reflexo nos acidentes

Na opinião do médico Maurício Lemos, que trabalha no Samu de Maringá, não usar o cinto de segurança reflete diretamente nos acidentes, muitos deles graves.

Segundo o profissional, entre 23 de dezembro de 2023 a 23 de janeiro deste ano, socorristas do Samu da cidade atenderam 11 ocorrências com vítimas que foram lançadas para fora do veículo por não usarem o cinto.

PRF também identifica aumento

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o número de pessoas flagradas envolvidas em acidentes sem o cinto de segurança aumentou no mesmo período nas rodovias federais do Paraná.

Em 2022, foram 321 acidentes, enquanto 2023 fechou com 448 ocorrências.

Com G1

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Copyright © 2017 O Presente