Fale com a gente

Paraná Ciência e Pesquisa

Revista científica do Tecpar avança na internacionalização dos artigos em 2022

Publicado

em

(Foto: TECPAR)

Das 82 publicações científicas divulgadas de janeiro a junho de 2022, 43 foram enviadas por pesquisadores de países da Ásia, África e América do Sul.

A revista científica editada pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) fechou o primeiro semestre de 2022 com mais da metade dos artigos publicados por autores internacionais. Das 82 publicações científicas divulgadas de janeiro a junho deste ano, 43 foram enviadas por pesquisadores de países da Ásia, África e América do Sul.

Desde 1946, o periódico Brazilian Archives of Biology and Technology (BABT) divulga artigos originais de pesquisa e revisões, contribuindo para o avanço da ciência, tecnologia e inovação.

Em 2021, registrou o maior número de publicações nos últimos quatro anos, totalizando 168 artigos. O periódico paranaense também tem avançado na internacionalização, reforçando o protagonismo do Tecpar na produção e divulgação científica, dentro e fora do País.

O diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, destaca que o BABT se consolidou como uma das revistas científicas de maior expressão e relevância no cenário nacional e agora busca ampliar o reconhecimento junto à comunidade científica internacional.

“Esse avanço se deve ao alto nível dos editores-chefes e equipe editorial. Cada edição é formada por pesquisas de alto nível, criteriosamente selecionadas e avaliadas pelo corpo editorial, composto por pesquisadores brasileiros e estrangeiros com credibilidade na comunidade científica”, afirma.

 

BALANÇO

Os 82 artigos nacionais e internacionais publicados no primeiro semestre de 2022 estão distribuídos nas seguintes áreas de conhecimento: saúde humana e animal (22); agricultura (18); engenharia (13); biologia (12); ciência e tecnologia de alimentos ou rações (11) e meio ambiente (06).

Depois do Brasil, a Turquia foi o país que teve mais artigos publicados neste primeiro semestre. Foram 14 publicações, a maior parte nas áreas de biologia e saúde humana e animal. Em seguida estão a Índia (08), Paquistão (05), Irã (04), China (03), Argentina (02) e Colômbia (02). Com um artigo publicado estão Tunísia, Vietnã, Egito e Indonésia.

 

FATOR DE IMPACTO

A credibilidade do periódico BABT na comunidade científica internacional também se deve aos avanços no Fator de Impacto, métrica que identifica a frequência média com que o artigo de determinado periódico é citado. Ele é considerado o principal indicador de qualidade de uma publicação científica.

De acordo com as últimas medições oficiais, entre 2020 e 2021 o Fator de Impacto da revista científica editada pelo Tecpar aumentou 50%, e pela primeira vez ficou acima de 1 (o indicador em 2021 ficou em 1,18).

O aumento no Fator de Impacto demonstra que a qualidade dos artigos publicados no BABT tem crescido a cada ano, fazendo com que sejam cada vez mais citados. “Um dos fatores que contribuíram para este resultado é análise e seleção criteriosa dos artigos publicados, feita pela equipe editorial. A seleção mais rigorosa aumenta a qualidade e a visibilidade dos trabalhos publicados”, explica Lívia Nogueira dos Santos, gerente do Centro de Informações Tecnológicas do Tecpar.

 

IDIOMA

Um dos requisitos para competir no mercado editorial internacional de periódicos científicos é o conteúdo em inglês de boa qualidade, já que a academia internacional se comunica nessa língua. Desde 1999 o BABT já é publicado em língua inglesa, com objetivo claro em ser uma publicação internacional. Atualmente está disponível em formato eletrônico na biblioteca digital aberta Scientific Electronic Library Online (SciELO).

 

Com Agência de Notícias do Estado do Paraná

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Facebook