Fale com a gente

Paraná Levantamento Conab

Safra paranaense de grãos deve ficar 13% menor do que anterior

Dados são do último levantamento divulgado pela Conab, referente à safra de 2023/2024

Publicado

em

(Foto: AEN-PR)

Nesta semana, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou o 6º levantamento da safra de grãos 2023/2024.

O estudo é baseado em informações apuradas até o fim de fevereiro deste ano e indica que o Brasil deve colher quase 300 milhões de toneladas – um volume 7,6% menor do que o que foi colhido no período 2022/2023.

No Paraná, a produção deve ficar em 40 milhões de toneladas (40.208,8), quase 13% (12,7%) abaixo do período anterior, quando passou de 46 milhões de toneladas (46.037,2).

A área da safra de soja 23/24 (5.787,6 mil ha) se manteve quase a mesma de 22/23 (5.799,2 mil ha). E 52% já foi colhida, mas teve o plantio prejudicado pelo excesso de chuva e a colheita pela falta de umidade.

Com esses problemas, a produção pode cair quase 16% – de 22 milhões para uma estimativa de 18 milhões de toneladas.

O clima também impactou a produção de milho no estado favorecendo ainda a aparição de doenças da cultura.

A produção total em 22/23 no Paraná foi de 18,5 milhões de toneladas. Agora, com 73% da área colhida, a estimativa para 23/24 é de 16,3 milhões de toneladas, o que corresponde a uma redução de 11,6%.

A colheita da primeira safra de feijão preto já terminou, e o plantio da segunda continua. A área total plantada em 23/24 deve aumentar 26,6 % em relação a 22/23, de 233 mil para 295 mil hectares. A produção total também deve crescer, de 400 mil para 461 mil toneladas.

Já o arroz irrigado, que sofreu com as enchentes do ano passado, deve ter a produção reduzida em quase 23% – e 156 mil toneladas em 22/23 para 120 mil em 23/24.

Com G1

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Copyright © 2017 O Presente