Paraná Verão

Saiba como estão as prainhas da Costa Oeste

(Foto: Divulgação/Prefeitura Santa Helena)

A Costa Oeste do Paraná conta com oito prainhas artificiais do reservatório da Usina de Itaipu. Entre elas, seis estão funcionando normalmente em São Miguel do Iguaçu, Missal, Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Marechal Cândido Rondon e Itaipulândia.

Segundo as prefeituras dos municípios da Costa oeste, as prainhas contam com reforço no atendimento aos visitantes e seguranças durante a alta temporada. Veja abaixo.

Casa do Eletricista – TORNEIRAS ELÉTRICAS

Das oito prainhas da Costa Oeste, duas delas não foram liberadas para os banhistas, conforme as prefeituras de Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu.

Em Foz do Iguaçu, a prainha passará por uma vistoria na tarde desta terça-feira (14).

A prefeitura aguarda a autorização do Instituto Água e Terra para liberar o espaço aos banhistas. A vistoria é necessária pois foram realizadas reformas no local.

A Prainha de Santa Terezinha de Itaipu está fechada para reforma. O G1 entrou em contato com a prefeitura e aguarda retorno sobre o prazo de finalização da obra.

De acordo com Instituto Água e Terra, apesar das duas prainhas fechadas, as águas de todos os balneários da Costa Oeste estão próprias para banho.

São Miguel do Iguaçu

(Foto: Divulgação/Prefeitura São Miguel do Iguaçu)

Temporada até 29 de fevereiro

Taxas:

  • Entrada: gratuita
  • Estacionamento: gratuito
  • Quiosque com pia: R$ 35 (diária)
  • Quiosque sem pia: R$ 30 (diária)
  • Churrasqueira simples: R$ 10 (diária)
  • Barraca pequena (até quatro pessoas): R$ 10 (pernoite)
  • Barraca grande (acima de quatro pessoas): R$ 20 (pernoite)
  • Telefone: (45) 3565-2429

Missal

(Foto: Divulgação/Prefeitura Missal)

Temporada até 26 de fevereiro

Taxas:

  • Entrada: gratuita
  • Estacionamento: gratuito
  • Barraca ou lona para até duas pessoas: R$ 8
  • Barraca ou lona para mais de duas pessoas: R$ 15
  • Geladeira, congelador e ar condicionado: R$ 8
  • Churrasqueira: R$ 8
  • Quiosque: R$ 25
  • Caminhão (carreta): R$ 40
  • Trailer, furgão, ônibus, motor home: R$ 25
  • Estufa da churrasqueira comunitária: R$ 40
  • Quadras esportivas (locação de uma hora): R$ 20
  • Telefone: (45) 3268-8358

Santa Helena

(Foto: Divulgação/Prefeitura Santa Helena)

Temporada até 30 de abril

  • Entrada: gratuita
  • Estacionamento: gratuito
  • Quiosque com barraca: R$ 83,80
  • Barraca (até duas pessoas): R$ 20,95
  • Barraca (mais de duas pessoas): R$ 41,90
  • Mesa com churrasqueira: R$ 20,95
  • Estacionamento para motorhomes: R$ 83,80
  • Quiosque: R$ 41,90 (diária)
  • Munícipe tem 50% de desconto em todas as taxas
  • Telefone: (45) 3268-8200

Entre Rios do Oeste

(Foto: Divulgação/Prefeitura Entre Rios)

Segundo o Corpo de Bombeiros, após algumas situações de ataques de piranhas, a prainha de Entre Rios do Oeste está funcionando normalmente.

De acordo com a prefeitura, a entrada na prainha é gratuita. A cobrança do estacionamento para moradores de outras cidades é de R$ 5.

Durante a alta temporada, que segue até 31 de março, o local conta com brigadistas e seguranças.

Marechal Cândido Rondon

(Foto: Divulgação/Prefeitura Marechal Cândido Rondon)

De acordo com a Prefeitura de Marechal Cândido Rondon, não é cobrada nenhuma taxa para que o visitante utilize o espaço.

É permitido pernoitar no local em espaços específicos, identificados no Parque de Lazer de Porto Mendes. No município, a alta temporada termina no final de março de 2020.

Itaipulândia

(Foto: Divulgação/Prefeitura Itaipulândia)

 

Temporada até 05 de março

Taxas:

  • Entrada: gratuita
  • Estacionamento: gratuito
  • Quiosques: R$ 50
  • Churrasqueira simples com mesa: R$ 20
  • Churrasqueira simples sem mesa: R$ 10,00
  • Barraca grande (mais de duas pessoas) R$ 20
  • Barraca pequena (até duas pessoas): R$ 10
  • Telefone: (45) 3284-8828

Alerta

Segundo o Corpo de Bombeiros, os banhistas devem ficar atentos para evitar ataques de piranha nas prainhas da costa oeste.

Os ataques podem ocorrer com mais frequência nesta época de piracema, conforme os bombeiros, quando os peixes estão no período de reprodução.

De acordo com os bombeiros, é possível aproveitar os espaços de lazer. Entretanto, os banhistas devem evitar entrar na água quando houver aglomeração de pessoas. E, caso entre, a orientação é de que não leve alimentos.

Com G1

TOPO