Paraná Panorama da saúde

“Teremos que conviver com esse vírus ainda por um bom tempo”, diz Ratinho Junior

Governador Ratinho Junior: "Não podemos tratar como normal um momento anormal. Não podemos achar que o vírus vai embora do dia para a noite" (Foto: Divulgação)

Em entrevista exclusiva ao EPC, o governador do Paraná, Ratinho Junior, fez um panorama da fase atual da pandemia de Covid-19 no Estado. Para ele, a estratégia de descentralizar os atendimentos que já vinha sendo adotada facilitou a organização de atendimento.

“É um momento novo para o planeta. Para entender o que está acontecendo temos buscado fazer muito planejamento para organizar a rede de saúde. Desde o ano passado ampliamos para fazer a descentralização, pois era muito focado na Capital. Turbinamos nossas redes regionais, com o Oeste do Paraná, onde abrimos o hospital Moacir Micheletto, em Assis Chateaubriand”, declarou.

Casa do Eletricista – RETOMA

O governador também destacou a estratégia do Paraná de ter conseguindo manter o setor logístico em funcionamento e abrir o comércio com cautela. Ainda assim, ele chama atenção que não é o momento de achar que a vida voltou ao normal.

“Não podemos tratar como normal um momento anormal. Não podemos achar que o vírus vai embora do dia para a noite, pois teremos que conviver com esse vírus ainda por um bom tempo”, enalteceu.

Quanto à retomada econômica, o caminho adotado pelo Governo do Estado será o de investir em obras de infraestrutura.

“O Paraná vinha preparando projetos de infraestrutura. Estamos na parte final da liberação de R$ 1,6 bilhão do governo federal. Temos ainda os acordos de leniência, que tem o Trevo Cataratas como projeto contemplado. E também os recursos para os municípios em um empréstimo com o BID, de 118 milhões de dólares”, mencionou.

Ratinho Junior comentou ainda sobre o nome do secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, estar cotado para o Ministério da Saúde.

“Tenho muito orgulho do Beto Preto. Pela capacidade técnica que ele tem, é médico de carreira, trabalhou muitos anos no Ministério da Saúde e foi gestor público. Não podemos achar que somos modelo para alguém, pois estamos fazendo um planejamento e fico feliz em ter o secretário que é nacionalmente uma referência”, ressaltou

 

Com EPC/Catve

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO