Paraná 1 milhão de litros por segundo

Vazão das Cataratas do Iguaçu aumenta e muda paisagem após período de estiagem; confira o antes e depois

(Foto: Divulgação)

A vazão do Rio Iguaçu nas Cataratas, em Foz do Iguaçu, chegou a 1 milhão de litros por segundo na tarde de terça-feira (26), conforme a Companhia Paranaense de Energia (Copel).

Apesar do volume nas quedas d’água ainda estar abaixo da média normal, que é de 1,5 milhão de litros por segundo, o aumento da vazão é considerável após dez meses de estiagem no Paraná. Conforme a Somar Meteorologia, houve registro de chuva em todas as estações do Estado no sábado (23).

Casa do Eletricista – RETOMA

O leito do Rio Iguaçu nasce na região de Curitiba, atravessa o Estado e deságua em Foz do Iguaçu, nas Cataratas, conforme a Copel. Por isso, foi importante chover na região metropolitana da Capital do Estado para haver o reflexo no aumento da vazão do rio.

A última vez que as Cataratas tiveram a vazão média normal foi há mais de quatro meses, no do dia 18 de janeiro, conforme a Copel.

De acordo com o meteorologista Lucas Cantos, a previsão é de que as chuvas retornem ao Estado a partir da semana que vem, provavelmente na terça-feira (02).

“É algo comum do outono, a frente fria traz instabilidade e chuvas mais fortes. Agora que passou a frente fria, não tem previsão de chuva nos próximos dias”, expõe.

De acordo com a Copel, menor vazão de 2020 registrada no Rio Iguaçu, próximo das Cataratas, foi cerca de 260 mil litros de água por segundo no dia 03 de março.

A companhia informou ainda que os valores do volume de água variam pela falta de chuva e operação das usinas.

Cataratas antes e depois: imagens mostram o aumento do volume de água — Foto: Reprodução RPC

Cataratas antes e depois: imagens mostram o aumento do volume de água (Foto: Reprodução RPC)

Parque Nacional do Iguaçu

O Parque Nacional do Iguaçu está fechado para a visitação desde o dia 18 de março por causa da pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Prefeitura de Foz do Iguaçu, a previsão é de que o parque seja reaberto em junho. A medida ainda está em negociação com o Governo Federal, por meio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.

As Cataratas do Iguaçu são formadas por 275 saltos catalogados, o que dá para elas o título de maior conjunto de quedas d’água do mundo.

Com G1 PR

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO