Copagril – Sou agro com orgulho
Paraná Temporal

Ventos superaram 101 km/h em Palotina, de acordo com Simepar; veja imagens dos estragos na região

Linha de alta tensão que liga Assis a Umuarama caiu — Foto: Divulgação/Copel

Chuvas e fortes ventos registrados em todo o Paraná causaram estragos em diferentes cidades do Estado na noite de quarta (13) e durante a madrugada desta quinta-feira (14). Houve grandes estragos na rede elétrica nas regiões Oeste, Sudoeste e Noroeste.

No Oeste, em Palotina, os ventos superaram os 101 km/h, de acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar).

Casa do Eletricista ROWA

 

Veja, abaixo, imagens dos estragos causados.

Nied 2021 O1

 

Oeste

Em Foz do Iguaçu, houve registro de temporal e os ventos chegaram a 60 km/h na noite de quarta-feira (13), conforme o Simepar.

Oito famílias precisaram ser atendidas com lona na cidade por conta de estragos no telhado. A Defesa Civil também informou que mais de 30 árvores caíram por causa do vento, das quais 12 atingiram a rede elétrica.

Cerca de 60 mil unidades consumidoras ficaram sem luz em Foz do Iguaçu, enquanto em toda a região oeste do Paraná foram 157 mil unidades consumidoras afetadas, segundo a Companhia Paranaense de Energia (Copel).

Em Marechal Cândido Rondon o temporal em Marechal Rondon começou logo depois da meia-noite. A chuva veio seguida de ventos fortes e muitos raios. Houve queda de luz por alguns momentos. Rompimento em cabos de energia e de internet foram registrados.

Combate Max Natal

A equipe da Secretaria de Agricultura e Política Ambiental de Marechal Rondon trabalha desde as primeiras horas desta quinta-feira no corte de galhos e de árvores derrubados em virtude do temporal (Fotos: Divulgação)

Campos Gerais

Em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, houve registro de seis destelhamentos e também da queda de 11 árvores. Equipes do Corpo de Bombeiros trabalham na retirada.

A corporação também informou que recebeu uma solicitação para atendimento de queda de muro.

Norte e Noroeste

 

Linha de alta tensão que liga Assis a Umuarama caiu — Foto: Divulgação/Copel

Linha de alta tensão que liga Assis a Umuarama caiu — Foto: Divulgação/Copel

 

Em cidades como Maringá, no norte paranaense, pelo menos sete árvores caíram no período, conforme balanço da Defesa Civil. Na cidade, os ventos chegaram a 74km/h, segundo o Simepar.

Na região de Paranavaí, no noroeste, também houve registro de estragos. Conforme balanço da Copel, em toda a região, 170 mil unidades consumidoras ficaram sem luz durante a passagem do evento climático.

Além disso, nove torres da linha de alta tensão que liga Assis a Umuarama caíram. Até a última atualização desta reportagem, equipes da companhia estavam no local para o conserto, uma vez que a queda interrompeu o fornecimento de luz para 87 mil domicílios.

A Copel também informou que mais de 90 circuitos de média tensão sofreram danos, principalmente devido à queda de galhos e de árvores inteiras sobre as redes na região.

FOTOS

 

Árvore caiu em rua de Maringá — Foto: Reprodução/RPC

Árvore caiu em rua de Maringá — Foto: Reprodução/RPC

 

Na região de Paranavaí, houve registro de queda de árvore na BR-376 — Foto: Divulgação/PRF

Na região de Paranavaí, houve registro de queda de árvore na BR-376 — Foto: Divulgação/PRF

 

Na PR-151, em Ponta Grossa, árvore bloqueou rodovia — Foto: Foto cedida/Arquivo Pessoal

Na PR-151, em Ponta Grossa, árvore bloqueou rodovia — Foto: Foto cedida/Arquivo Pessoal

 

Árvores também caíram em Cascavel, no oeste — Foto: Sidnei Trindade/RPC

Árvores também caíram em Cascavel, no oeste — Foto: Sidnei Trindade/RPC

Com G1

Grupo Costa Oeste 2021

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

TOPO