TokLar Estofados
Poder Legislativo ALIMENTOS FRACIONADOS

Comércios terão de fixar indicação de validade e origem dos produtos

(Foto: Orlando Kissner/Alep)

O deputado Emerson Bacil (PSL), visando mais confiabilidade e segurança alimentar na venda de produtos fracionados, apresentou na Assembleia Legislativa do Paraná o projeto de lei 826/2019 que determina que estabelecimentos comerciais varejistas coloquem cartazes informando ao consumidor sobre a origem, data de recebimento e de validade dos produtos à venda.

O deputado defende que a venda de alimentos fracionados, embalados, reembalados ou carnes e pescados tenham este cuidado. Supermercados, padarias, peixarias, açougues, casa de frios e outros estabelecimentos destes gêneros devem informar estes dados aos clientes. “Para comprar sabendo a origem, quando o produto foi repassado e sua validade”, frisa.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

Ele explica que produtos embalados pelo fabricante, que já conta com estes dados, estão fora da abrangência da proposta. “Alimentos como carne, frango e peixe têm alta probabilidade de agregar microorganismos”, justifica a proposição. Ao passo que, de acordo com a iniciativa, contendo estes dados fomenta mais credibilidade, em especial, sobre a origem. A validade é outro fator importante ao consumidor.

“Até para o próprio comerciante é um adendo que traz mais confiança. O seu cliente fica satisfeito e certo de estar adquirindo um produto com maior segurança alimentar e sabendo da origem”, observa Emerson Bacil. Ainda, a descrição destes dados evita a venda de alimentos de origem duvidosa, é uma proposta que “vem em defesa da informação prestada ao consumidor”, completa.

Com Assembléia Legislativa do Paraná

TOPO