Fale com a gente

Poder Legislativo 06 de julho

Crise na suinocultura será tema de audiência pública na Câmara de Vereadores

Publicado

em

(Foto: Divulgação)

Diante do impacto econômico e social que a atual crise da suinocultura traz para o município e a região Oeste do Paraná, a Câmara de Vereadores de Marechal Cândido Rondon vai discutir o problema em audiência pública, marcada para 06 de julho, com início às 2 horas da tarde, na sede da Casa de Leis.

Com o tema “A suinocultura pede socorro: faça parte da solução”, o objetivo é reunir suinocultores, especialistas e lideranças do setor, além de autoridades políticas para que juntos possam buscar meios que garantam a continuidade da atividade.

A proposta de realização da audiência pública foi apresentada oficialmente, através de requerimento aprovado na sessão do último dia 13. A iniciativa foi dos vereadores Cristiano Metzner (Suko) e Vanderlei Sauer (Soldado Sauer), e recebeu a adesão dos outros 11 edis, que também assinaram o documento.

“O objetivo da audiência pública é oportunizar o momento adequado para todos os interessados utilizem a palavra, manifestando seu pensamento e, ao mesmo tempo, apresentando propostas de melhorias para o setor”, justificam os vereadores no requerimento.

A audiência pública será transmitida ao vivo através da TV Câmara, via YouTube e Facebook. A participação popular daqueles que não puderem comparecer à Câmara de Vereadores também poderá ser feita através de perguntas e comentários pelo WhatsApp (45) 99135-7143.

 

Cobranças

No início deste mês, a crise vivida pelos suinocultores já havia repercutido no Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon, que através de requerimento de Cleiton Freitag (Gordinho do Suco), cobrou de autoridades estaduais e federais ações para ajudar a superar o momento difícil.

Em suas manifestações, os vereadores destacaram que os prejuízos atingem toda a cadeia da suinocultura, passando pelos produtores, funcionários de granjas, trabalhadores do transporte, empresas que fornecem os insumos e equipamentos necessários à atividade, e daí por diante.

Os danos financeiros também se estendem ao poder público que, com a crise do setor, arrecada menos e, consequentemente, também tem menos recursos para investir nas obras e serviços demandados pela população.

 

Situação caótica

O atual momento da suinocultura já é visto como o pior da história no país. Sem previsão de que a situação seja revertida em curto prazo, a condição financeira dos pequenos e médios produtores está cada vez mais insustentável.

Conforme a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), vários fatores contribuem diretamente para a atual situação. Entre eles destacam-se a redução das exportações da carne suína, especialmente para a China, e a redução do consumo interno em razão da atual situação econômica brasileira. Isso resulta em excesso de produção, desvalorizando o produto.

Em contrapartida, os preços elevados do milho e do farelo se soja, principais componentes da ração fornecida aos animais, aumentam muito os custos de produção.

Para dimensionar a importância da suinocultura para a economia brasileira, a ABCS informa que, em 2021, o PIB da atividade foi de R$ 122 bilhões, sendo o oitavo ramo agropecuário que mais contribui para o Valor Bruto da Produção Agropecuária.

O Brasil é o quarto maior produtor e exportador de carne suína no mundo, o que comprova a força do país no setor.

 

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Facebook