Poder Legislativo Escola da Inteligência

Vereador propõe que escolas municipais de Marechal Rondon integrem programa de inteligência emocional para evitar problemas sociais

(Foto: Divulgação)

O vereador Arion Nasihgil é autor de indicação apresentada nesta segunda-feira (22) na sessão do Poder Legislativo rondonense, com a sugestão para que a prefeitura de Marechal Cândido Rondon faça a adesão das escolas municipais ao programa “Escola da Inteligência”. Ele é desenvolvido e disponibilizado gratuitamente pelo psiquiatra, pesquisador e escritor Augusto Cury.

Segundo o vereador, no atual contexto social e educacional presenciamos uma série de problemas relacionados à conduta dos jovens e das crianças em sala de aula. Isso desperta uma preocupação com a segurança escolar, a qualidade do ensino, as relações interpessoais na escola e outros problemas relacionados à violência e intolerância.

Casa do Eletricista VERÃO 2022

“Nesta conjuntura, o programa Escola da Inteligência visa oferecer às instituições de ensino e órgãos públicos e privados, um material que fornece ferramentas essenciais para que as crianças e jovens, além dos professores, gestores e famílias possam elaborar e desenvolver habilidades nas relações que estabelecem consigo mesmos e com os outros. O programa enxergou, assim, a necessidade de ensinar inteligência emocional desde a infância e foi pioneiro no desenvolvimento de um programa completo que, há mais de uma década, trabalha as habilidades socioemocionais pelas escolas de todo o Brasil”, detalhou Nasihgil.

Nied 2022 – Padrão

Ainda segundo ele, os resultados obtidos em escolas que já estão aplicando o programa têm demonstrado que, além de ter uma acentuada queda no volume de ocorrências quanto à violência, indisciplina e bullying, também demonstram uma visível evolução no nível de compromisso, participação e envolvimento de pais e professores na educação dos alunos participantes

CombateMax – Normal

O trabalho desenvolvido pela Escola da Inteligência contempla todas as etapas da educação básica e atende a expectativa das famílias dos alunos, que atualmente valorizam mais a presença da educação socioemocional do que a escolha dos materiais didáticos nas escolas.

“Vale destacar que o mesmo é gratuito. Acreditamos ser o momento certo para aceitar esse método como opção de auxílio pedagógico e reduzirmos assim, os danos futuros e promover a qualidade de ensino no Município”, frisou o vereador.

 

Com assessoria

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp

Grupo Costa Oeste 2021
TOPO