Copagril
Poder Legislativo Servidores municipais

Vereadores aprovam mudança no quadro de cargos da Prefeitura de Marechal Cândido Rondon

Foto: Cristiano Viteck

A Câmara de Vereadores de Marechal Cândido Rondon aprovou ontem (09), em segunda e última votação, o projeto de lei 22/2019 do Poder Executivo Municipal. Deste modo, a administração rondonense está autorizada a alterar o quadro de servidores municipais, mediante a criação de novos cargos, aumento de vagas em alguns já existentes, bem como a extinção e a declaração de extinção de outras categorias.

Conforme o prefeito Marcio Rauber manifestou na justificativa para o projeto de lei, a atualização visa atender as novas demandas da população nas mais diversas áreas.

Casa do Eletricista folha LORENZETTI

O texto aprovado pelos vereadores prevê a criação de 1 cargo de Analista de Sistemas, 1 de Engenheiro Eletricista, 2 de Profissional de Educação Física, 1 de Médico T4 – Clínico Geral, 4 cargos de Médico T4 – Ginecologista/Obstetra, 4 de Médico T4 – Pediatra, 1 de Médico T4 – Psiquiatra, 6 de Médico T6 – Clínico Geral, 15 de Médico T8 – Clínico Geral, 4 de Médico T12 – Anestesiologista, 6 de Médico T12 – Clínico Geral, 4 de Médico T12 – Ginecologista/Obstetra, 4 cargos de Médico T12 – Ortopedista, 4 de Médico T12 – Pediatra, 1 de Médico T12 H/S – Ginecologista/Obstetra, 2 de Médico T12 H/S – Clínico Geral, e 3 cargos de Médico T24 H/S – Ginecologista/Obstetra.

Também está incluído o aumento de vagas em cargos efetivos existentes, sendo: 10 de Agente Comunitário de Saúde, 1 de Assistente de Consultório Dentário, 1 de Assistente Social, 5 de Enfermeiro, 2 de Farmacêutico, 5 de Motorista, 1 de Nutricionista, 1 de Psicólogo, 5 de Técnico de Enfermagem, 3 de Técnico em Radiologia e 1 de Técnico de Segurança no Trabalho.

Por outro lado, devem ser extintos 1 cargo de Comunicador Social, 1 de Desenhista, 1 de Mecânico de Máquinas Pesadas, 2 de Mecânico, 1 de Médico Sanitarista, 22 de Médico T4, 12 de Médico T6, 10 de Médico T8, 22 de Médico T12, 1 de Pedreiro e 1 de Técnico Agropecuário.

O projeto de lei também declara em extinção 1 cargo de Desenhista, 1 de Mecânico de Máquinas Pesadas, 2 de Mecânico, 4 de Pedreiro, 1 de Técnico Agropecuário e 2 de Telefonista, os quais serão extintos conforme vagarem.

 

Com assessoria 

TOPO