Copagril
Policial

Acusados da morte de Bugrão estão sendo julgados em Rondon

O Presente
Ricardo Carvalho Lopes, Maurício Catiburcio, e Adenilson Brizola dos Santos estão no banco dos réus

Foi iniciado às 9 horas desta segunda-feira (23), o segundo julgamento dos réus acusados pelo assassinato de Juselino da Maia, o Bugrão. A sessão ocorre no Tribunal do Júri da Comarca de Marechal Cândido Rondon, que será realizado pela segunda vez, haja vista que o julgamento anterior – realizado há um mês – foi adiado devido a um dos advogados de defesa ter abandonado a defesa dos réus.

Ricardo Carvalho Lopes, 25 anos, Maurício Catiburcio, 22 anos, e Adenilson Brizola dos Santos, 31 anos, são denunciados pelo Ministério Público pelos crimes de homicídio, ocultação de cadáver e associação para o tráfico. O corpo de Bugrão foi encontrado no final de julho de 2010, jogado num matagal às margens de uma estrada rural na Linha Periquito, interior do município.

Casa do Eletricista ESCAVAÇÕES

Bugrão foi assassinado através de um corte profundo no pescoço, na Vila Gaúcha e depois o corpo foi levado para a zona rural. Também foi denunciado por envolvimento no crime o jovem André Luiz Koch, o “Chacrinha”, 19 anos, que fugiu da cadeia pública de Marechal Rondon e foi encontrado morto com mais de 20 tiros em novembro de 2011, na cidade de Cascavel.

Assim como na sessão que foi cancelada, a defesa dos réus será novamente exercida pelos advogados Antonio Marcos de Aguiar, Juliano Fross e Helio Hachmann. Os trabalhos da sessão são  presididos pelo Juiz Clairton Mario Spinassi, sendo o Ministério Público representado pelo Promotor Tiago Trevizoli Justo.

TOPO