Uningá Vestibular 2020
Policial

Acusados da morte de Bugrão estão sendo julgados em Rondon

O Presente
Ricardo Carvalho Lopes, Maurício Catiburcio, e Adenilson Brizola dos Santos estão no banco dos réus

Foi iniciado às 9 horas desta segunda-feira (23), o segundo julgamento dos réus acusados pelo assassinato de Juselino da Maia, o Bugrão. A sessão ocorre no Tribunal do Júri da Comarca de Marechal Cândido Rondon, que será realizado pela segunda vez, haja vista que o julgamento anterior – realizado há um mês – foi adiado devido a um dos advogados de defesa ter abandonado a defesa dos réus.

Ricardo Carvalho Lopes, 25 anos, Maurício Catiburcio, 22 anos, e Adenilson Brizola dos Santos, 31 anos, são denunciados pelo Ministério Público pelos crimes de homicídio, ocultação de cadáver e associação para o tráfico. O corpo de Bugrão foi encontrado no final de julho de 2010, jogado num matagal às margens de uma estrada rural na Linha Periquito, interior do município.

Casa do eletricista TRATAM. E ACESS.

Bugrão foi assassinado através de um corte profundo no pescoço, na Vila Gaúcha e depois o corpo foi levado para a zona rural. Também foi denunciado por envolvimento no crime o jovem André Luiz Koch, o “Chacrinha”, 19 anos, que fugiu da cadeia pública de Marechal Rondon e foi encontrado morto com mais de 20 tiros em novembro de 2011, na cidade de Cascavel.

Assim como na sessão que foi cancelada, a defesa dos réus será novamente exercida pelos advogados Antonio Marcos de Aguiar, Juliano Fross e Helio Hachmann. Os trabalhos da sessão são  presididos pelo Juiz Clairton Mario Spinassi, sendo o Ministério Público representado pelo Promotor Tiago Trevizoli Justo.

TOPO