Pref. Pato Bragado COVID
Pref. Marechal NATAL 2020
Policial

“Amigas” são suspeitas de matar estudante com 53 facadas

A morte da estudante Larissa Cristiane da Silva, 16 anos, em Foz do Igua ccedil;u, foi esclarecida pela equipe da Delegacia de Homic iacute;dios. Tr ecirc;s adolescentes, sendo duas de 16 anos e uma de 15, s atilde;o apontadas como autoras do b aacute;rbaro crime. Larissa foi morta com 53 golpes de canivete na madrugada de s aacute;bado (12). O corpo dela foi encontrado na manh atilde; de s aacute;bado nas margens do Rio M rsquo;Boicy, aacute;rea central da cidade, regi atilde;o em que ela e duas das suspeitas moravam e tamb eacute;m que todas frequentavam bares e casas noturnas.
De acordo como o delegado Marcos Araguari de Abreu, den uacute;ncias an ocirc;nimas apontavam que o homic iacute;dio havia sido cometido pelas adolescentes. ldquo;Identificamos e localizamos as jovens e as trouxemos agrave; delegacia, onde tudo foi esclarecido. Elas eram conhecidas. O motivo da morte seria o envolvimento de Larissa com tr ecirc;s rapazes, namorados das suspeitas. Pelo que foi apurado, duas delas atra iacute;ram a v iacute;tima at eacute; o local do crime, uma forneceu o canivete e segurou Larissa e a de 15 anos foi quem efetuou os golpes rdquo;, explicou Abreu.
Os mandados de interna ccedil; atilde;o das jovens j aacute; foram solicitados pelo delegado, que aguarda o despacho da Justi ccedil;a. Nenhuma delas tinha passagens pela pol iacute;cia. A arma utilizada no crime n atilde;o foi encontrada, pois, segundo as adolescentes, teria sido jogada no rio.
Larissa era estudante do 3 ordm; ano do Ensino M eacute;dio de uma escola estadual. O corpo dela foi sepultado no domingo (13).

TOPO