Ecoville – Maior rede de limpeza
Policial Perseguição

Após lançar fumaça e bater em viatura da PRF, contrabandista é preso em Marechal Rondon

(Fotos: Divulgação/PRF)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu cerca de 20 mil carteiras de cigarros na sexta-feira (06) em Marechal Cândido Rondon. A apreensão ocorreu após o automóvel carregado com cigarro colidir contra a viatura da PRF, em uma estrada rural.

O carro estava equipado com um dispositivo lançador de fumaça, que foi utilizado durante a tentativa de fuga (assista ao vídeo abaixo). Um dos envolvidos foi preso em flagrante pelos crimes de contrabando, dano qualificado e tentativa de homicídio.

Casa do eletricista MINIESCAVADEIRA

Por volta do meio-dia, uma equipe da PRF avisou em uma estrada rural, nas imediações da BR-163, um carro VW/Spacefox, de cor prata, aparentemente abandonado. Quando os policiais rodoviários federais se aproximaram para fazer a abordagem, o carro acelerou e colidiu contra a parte dianteira da viatura, cujo acessório conhecido como quebra-mato acabou avariado.

Durante a fuga, os ocupantes do carro fizeram uso do dispositivo lançador de fumaça, o que colocou em risco a vida dos policiais que vinham logo atrás, na BR-163.

Os contrabandistas transitaram em vários momentos pela contramão, o que poderia ter provocado uma colisão frontal.

Cerca de três quilômetros à frente, o carro ingressou em alta velocidade em uma propriedade rural. Com o veículo ainda em movimento sobre uma plantação de soja, motorista e passageiro saltaram e iniciaram uma fuga a pé, em sentidos opostos.

O passageiro, um paraguaio de 25 anos de idade, foi alcançado e preso em flagrante. O motorista, que se refugiu em uma área de mata fechada, ainda não foi encontrado. Mas a PRF já o identificou e ele também responderá pela conduta criminosa. Ele é brasileiro e tem 29 anos de idade. A dupla pretendia levar a carga de cigarro, avaliada em R$ 100 mil, para Cascavel. A PRF encaminhou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

Entre janeiro e novembro deste ano, a PRF apreendeu 36,9 milhões de carteiras de cigarro no Paraná. O número corresponde ao dobro do que foi registrado durante todo o ano passado, quando 18,4 milhões de carteiras foram apreendidas no estado. Conforme o balanço parcial divulgado esta semana, 2019 já é o ano em que a PRF mais apreendeu cigarros no Paraná desde o início da série histórica, em 2010.

 

Com assessoria

 

 

 

TOPO